Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Massa rebate Ecclestone: 'Está com receio de tudo que virá à tona com os processos'

Ex-chefão da F-1, que sabia do polêmico episódio 'Cingapuragate', disse que o brasileiro está apenas preocupado com o dinheiro

Automobilismo|Do R7

Massa perdeu o campeonato de 2008 depois do GP do Brasil
Massa perdeu o campeonato de 2008 depois do GP do Brasil Massa perdeu o campeonato de 2008 depois do GP do Brasil

Felipe Massa rebateu as declarações de Bernie Ecclestone sobre a busca pelo reconhecimento do título da temporada 2008 da Fórmula 1. O piloto brasileiro afirmou que o ex-chefão da categoria está com medo dos possíveis desdobramentos da sua investida na Justiça contra a própria F-1 e a Federação Internacional de Automobilismo (FIA).

"Ecclestone só resolveu falar algo depois que viu a seriedade do nosso caso e que não vamos aceitar essa mancha no esporte. Provavelmente, está com receio de tudo que virá à tona com os processos. Não importa. Como já dissemos várias vezes, nosso objetivo é o troféu. Seguimos com nossa batalha pela justiça do esporte", declarou.

· Compartilhe esta notícia pelo Whatsapp

· Compartilhe esta notícia pelo Telegram

Publicidade

No início da semana, Ecclestone surpreendeu ao criticar a busca de Massa pelo título na Justiça. "O clã de Massa só se preocupa com dinheiro. Mas as chances de obter sucesso neste caso são zero", disse o dirigente, que é um dos pivôs dos novos desdobramentos do chamado "Cingapuragate".

O famoso "Cingapuragate" marcou uma das etapas mais polêmicas da história da F-1. No GP de Cingapura de 2008, o brasileiro Nelsinho Piquet bateu de propósito no meio da prova, sob ordem de Briatore, para beneficiar diretamente o espanhol Fernando Alonso, seu companheiro de equipe na Renault.

Publicidade

Como efeito prático, o incidente permitiu Alonso conquistar a vitória daquela prova. E prejudicou Massa, que era o líder da corrida até o momento da batida. O brasileiro terminou em 13º, sem somar pontos. E viu o inglês Lewis Hamilton, seu rival direto na briga pelo título daquele ano, abrir vantagem no campeonato.

O caso foi denunciado em 2009 e causou a punição dos principais dirigentes da Renault, poupando a dupla de pilotos. Mas não afetou o resultado da corrida disputada no ano anterior porque, pelas regras da FIA, um campeonato não pode ser alterado após ser finalizado. E a denúncia, a investigação e as punições só ocorreram um ano depois do episódio.

Publicidade

Leia também

ECCLESTONE RESSUSCITA CASO

O caso voltou à tona neste ano porque Ecclestone revelou em março deste ano que ficou sabendo da conspiração da Renault ainda em 2008, pouco depois da batida de Nelsinho. Disse ainda que o então presidente da FIA, Max Mosley, também estava ciente do caso. Assim, eles poderiam ter cancelado aquela corrida antes do fim do campeonato, o que teria mudado o resultado final da temporada, com Massa em primeiro lugar.

As declarações de Ecclestone geraram como consequência imediata a possibilidade de Massa buscar uma reparação na Justiça. Após meses de silêncio, o brasileiro revelou nas últimas semanas que contratou um grupo de advogados para tentar buscar o reconhecimento do título de 2008 e também uma possível indenização. Segundo apurou a reportagem, o valor poderia alcançar até US$ 150 milhões, equivalente a R$ 470 milhões.

Avaliada em mais de R$ 15 bilhões, Ferrari é a equipe mais valiosa da Fórmula 1; veja ranking e valores

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.