Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Hamilton cativa torcida, mas Verstappen mostra que é o dono da temporada e vence GP de São Paulo

Tricampeão holandês dominou o fim de semana e bateu o próprio recorde ao reivindicar a 17ª vitória do ano

Automobilismo|Isabella Pugliese, do R7*

Batida obriga a ter duas largadas no GP de São Paulo
Batida obriga a ter duas largadas no GP de São Paulo Batida obriga a ter duas largadas no GP de São Paulo

É fácil passear pelo autódromo de Interlagos durante o fim de semana de Fórmula 1 e encontrar fãs de Lewis Hamilton. Cidadão honorário do Brasil, o heptacampeão tem o carinho do público. Mas, por mais que tenha tentado até a última volta, foi Verstappen o campeão do Grande Prêmio de São Paulo, na tarde deste domingo (5).

Com mais um troféu de primeiro colocado, Verstappen quebra o próprio recorde de mais corridas vencidas em uma só temporada. Ao todo, são 17.

Assim como nas outras etapas realizadas ao redor do mundo, a Red Bull fez parecer fácil conseguir mais uma vitória. Em um dos circuitos mais complicados do calendário, o tricampeão holandês dominou as sessões desde a sexta-feira.

Clique aqui e receba as notícias do R7 Esportes no seu WhatsApp

Publicidade

Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp

Compartilhe esta notícia pelo Telegram

Publicidade

Antes da corrida, na Driver's Parade, o piloto britânico passou pelas arquibancadas e foi homenageado pelos fãs. Como uma superestrela, ele carregou a bandeira do Brasil, acenou e agradeceu o apoio dos torcedores brasileiros.

Na contramão, Verstappen, que sorriu ao encontrar os fãs com a tradicional camisa laranja no alambrado, deu acenos mais tímidos, guardando energia para a grande corrida.

Publicidade

A corrida em Interlagos começou caótica. Logo na volta de apresentação, que antecede a largada, Charles Leclerc bateu depois de perder o sistema hidráulico e não iniciou a disputa.

Quando as luzes se apagaram, Max Verstappen largou da pole position com facilidade e não sofreu ameaças de Lance Stroll ou Fernando Alonso, ambos da Aston Martin.

Lando Norris e Lewis Hamilton, por outro lado, largaram bem e assumiram a segunda e a terceira posição. Mas, devido a uma batida, Alex Albon, da Williams, e Kevin Magnussen, da Haas, abandonaram a etapa e foi dada a bandeira vermelha, obrigando todos os carros a retornar ao pitlane até que a barreira de segurança fosse reestruturada.

Oscar Piastri e Daniel Ricciardo, que sofreram problemas, aproveitaram a "pausa" para arrumar os carros e voltar para a corrida.

Às 14h34 (horário de Brasília), os pilotos largaram mais uma vez, e o tricampeão holandês — mais uma vez — largou bem. Em uma disputa pelo segundo lugar, Norris e Hamilton quase se chocaram, e o heptacampeão perdeu posição para o bicampeão Fernando Alonso.

A cada volta, Hamilton era aplaudido e ovacionado pelo público. O britânico, no entanto, não teve seu fim de semana dos sonhos, sofreu com o carro da Mercedes e terminou a corrida em oitavo lugar.

Ao lado de Verstappen, Lando Norris e Fernando Alonso, que teve uma disputa linda com Sergio Pérez na última volta da corrida, completaram o pódio e somaram pontos.

Deixando o Brasil, a Fórmula 1 desembarca em Las Vegas, nos Estados Unidos, no dia 19 de novembro. Em seguida, a categoria segue para a última corrida, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes.

Como foi o fim de semana?

No treino livre, por mais que a Ferrari tenha marcado os melhores tempos, o boxe da equipe de Milton Keynes estava tranquila porque se sabia que o melhor estava por vir.

Na classificação, veio a resposta. Antes de cair o temporal no clássico circuito, Verstappen fez a pole position.

No sábado, o protagonismo da equipe austríaca foi compartilhado com a clássica McLaren. Trinta anos depois da última vitória de Ayrton Senna em Interlagos, Lando Norris fez o time inglês brilhar ao marcar a pole position da corrida sprint.

Na corrida curta, Max Verstappen precisou de apenas uma curva para superar o jovem piloto britânico. Nas 24 voltas que se seguiram, o holandês não deu chance para nenhum outro piloto se aproximar e liderou com vantagem.

* Texto sob supervisão de Carla Canteras

Lewis Hamilton homenageia Ayrton Senna e o Brasil com looks pra lá de estilosos; veja

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.