Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Ex-chefe da F1 dispara contra processo de Massa por título em 2008: 'Só se preocupa com dinheiro'

Segundo o piloto brasileiro, Bernie Ecclestone sabia do plano da Renault em Cingapura, que prejudicaria a corrida do ex-Ferrari

Automobilismo|Do R7

Ecclestone afirmou saber do "Cingapuragate", que prejudicou Massa
Ecclestone afirmou saber do "Cingapuragate", que prejudicou Massa Ecclestone afirmou saber do "Cingapuragate", que prejudicou Massa

O ex-piloto Felipe Massa move um processo contra a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) e a Fórmula 1 para ser reconhecido como o campeão da temporada de 2008 e, dentre as afirmações, diz que o ex-chefão da categoria, Bernie Ecclestone, sabia do plano orquestrado pela Renault no episódio que ficou conhecido como "Cingapuragate".

O ex-dirigente, no entanto, não pareceu acreditar na reivindicação e nas acusações do brasileiro e tratou do assunto em entrevista ao jornal suíço Blick. "O clã Massa só se preocupa com dinheiro. Mas as chances de isso [modificação do resultado] acontecer são zero", disparou.

Ecclestone ainda disse que seria mais fácil o heptacampeão Lewis Hamilton entrar com um processo para ser considerado octocampeão, após a polêmica temporada de 2021, do que o Massa lutar pelo título de 2008. "[Lewis] Hamilton e a Mercedes poderiam também ter entrado com uma ação judicial contra a FIA após a final não muito limpa de 2021 em Abu Dhabi", ponderou.

Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp

Publicidade

• Compartilhe esta notícia pelo Telegram

Em março, o ex-chefe afirmou que ele e o então presidente da FIA, Max Mosley, sabiam do escândalo do "Cingapuragate", maquinado pelo ex-Renault Flavio Briatore, mas não protestaram para "proteger o esporte de um grande escândalo".

Publicidade

O episódio, que ficou marcado pela batida proposital de Nelsinho Piquet na etapa do circuito de rua de Marina Bay, teria prejudicado a corrida do ex-Ferrari e, logo, o atrapalhado na conquista do título, que foi vencido por Lewis Hamilton, da McLaren, por apenas um ponto de vantagem.

Na terça-feira (12), a equipe de advogados de Massa enviou uma notificação para que a Ferrari, a Renault (hoje Alpine, na categoria), Flavio Briatore, Pat Symonds e Steve Nielsen preservem os documentos e as provas do caso.

Avaliada em mais de R$ 15 bilhões, Ferrari é a equipe mais valiosa da Fórmula 1; veja ranking e valores

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.