Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Embaixador da Ferrari diz ser ‘inevitável’ briga pelo título após vitória de Leclerc em Mônaco

Depois da vitória no principado europeu, no último domingo (26), equipe italiana está muito mais próxima da líder Red Bull

Automobilismo|Do Estadão Conteúdo

Charles Leclerc comemora com a equipe sua vitória no GP de Mônaco, no último domingo (26) (Instagram @scuderiaferrari - 26.05.2024)

O embaixador da Ferrari, Marc Gene, afirmou que os planos para uma disputa pelo campeonato deste ano são agora “inevitáveis” para a famosa equipe de Maranello, mesmo que o chefe da escuderia, Frederic Vasseur, preferisse não colocar esta pressão no momento sobre os pilotos Charles Leclerc e Carlos Sainz.

O monegasco Leclerc deu ao time a segunda vitória da temporada — após o triunfo do companheiro Sainz, na Austrália — no Grande Prêmio de Mônaco do fim de semana passado. O resultado também foi sua primeira vitória em casa.

Dadas as dificuldades apresentadas pela Red Bull nas ruas estreitas e sinuosas de Montecarlo, que limitaram Max Verstappen ao sexto lugar, os campeonatos de pilotos e construtores parecem muito mais equilibrados à medida que a temporada avança para o Canadá, onde será disputada a nona etapa do ano em 9 de junho.

Na verdade, a vantagem de Verstappen sobre Leclerc caiu agora para 31 pontos (169 a 138), enquanto a Ferrari, que conquistou um pódio duplo no Principado graças ao resultado terceiro lugar de Sainz, está apenas 24 pontos atrás da Red Bull (276 s 252).

Publicidade

Em uma aparição no podcast F1 Nation, Gene, funcionário de longa data da Ferrari, falou sobre a vitória de Leclerc em casa e o que isso significa para o piloto e para a equipe. “Já na sexta-feira ele estava extremamente rápido”, disse Gene sobre o desempenho de Leclerc. “O carro também estava muito bom, especialmente nas curvas de baixa velocidade. O fato de não haver mais pit stops (para os líderes) tornou a corrida ainda mais fácil para Charles. Isso foi muito importante porque parecia que havia uma maldição para ele em Mônaco. Posso dizer que há muito peso saindo de seus ombros agora. Eu não poderia imaginar que iria para Mônaco no ano que vem mais uma vez sem vitória. Teria sido insuportável. Estou tão feliz por ele”, disse o embaixador.

Ele concluiu: ”Sei que não devemos olhar, e o Fred (Vasseur) diz para não olharmos para o campeonato, mas é inevitável. Você olha para o campeonato e 20 pontos não é nada. Mas estamos felizes com isso agora e veremos o que acontece depois”.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.