Automobilismo Audi confirma parceria com a Sauber na Fórmula 1 a partir de 2026

Audi confirma parceria com a Sauber na Fórmula 1 a partir de 2026

A montadora alemã será responsável pela produção dos motores, e o time suíço, pela dos monopostos

Agência Estado - Esportes
Audi ingressa na Fórmula 1 em 2026 na nova era de motores da categoria; testes com nova unidade de potência devem começar em 2025

Audi ingressa na Fórmula 1 em 2026 na nova era de motores da categoria; testes com nova unidade de potência devem começar em 2025

Reprodução/Twitter/ @audisport

A Audi confirmou nesta quarta-feira (26) que sua entrada na Fórmula 1 será concretizada em parceria com a Sauber. A partir de 2026, ano em que passarão a valer as novas regulamentações sustentáveis da categoria, a fabricante alemã fornecerá unidade de potência à equipe suíça e exibirá sua marca nos carros.

A participação da Audi na F-1 já havia sido confirmada em agosto, após a aprovação das regras que exigem o aumento do uso de energia elétrica e a utilização de combustível 100% sustentável, mas o fornecimento de motores à Sauber ainda não era oficial. Em comunicado, a fabricante informou que acertou uma parceria estratégica com a equipe e que pretende adquirir uma fatia do Grupo Sauber.

A empresa alemã tem 120 pessoas trabalhando no projeto de desenvolvimento da unidade de potência em sua base em Neuburg, na Alemanha. Já a Sauber desenvolverá os carros em sua sede, em Hinwil, na Suíça, além de ficar responsável pelo planejamento e pela execução das operações de corrida.

"Estamos muito satisfeitos por termos conquistado um parceiro tão experiente e competente para nosso ambicioso projeto de Fórmula 1", disse Oliver Hoffmann, membro do conselho da Audi. "Já conhecemos o Grupo Sauber e suas instalações de última geração. É uma equipe experiente de colaborações anteriores. Estamos convencidos de que formaremos uma equipe forte", completou.

Atualmente, a Sauber trabalha com unidades de potência da Alfa Romeo, parceria que será encerrada no fim da temporada de 2023. A partir daí, e até o início do fornecimento da Audi, serão utilizadas unidades da Ferrari. Os primeiros testes com os produtos da Audi devem ser realizados em 2025.

Com salário de R$ 208 mi por ano, Hamilton é disparado quem mais ganha dinheiro na Fórmula 1

Últimas