Esportes Associação de Tênis dos EUA promete R$ 260 milhões e ainda prevê o US Open

Associação de Tênis dos EUA promete R$ 260 milhões e ainda prevê o US Open

A Associação de Tênis dos Estados Unidos (USTA, sigla em inglês) afirmou, nesta quinta-feira, que está programando um investimento de mais de US$ 50 milhões (R$ 260 milhões) para ajudar na modalidade por causa dos efeitos da pandemia do coronavírus.

A USTA revelou que está cortando mais de US$ 20 milhões (R$ 10,4 milhões) de seu orçamento, reduzindo salários de sua administração e eliminando programas de desenvolvimento e marketing, mas ainda planeja organizar o US Open entre os dias 31 de agosto e 13 de setembro.

O US Open seria o próximo Grand Slam, após o adiamento de Roland Garros e o cancelamento de Wimbledon.

O grupo que administra o Aberto dos Estados Unidos afirmou que o total apoio futuro fornecido pela USTA e seus parceiros da indústria para o esporte em nível de base "será determinado pelo desempenho financeiro" do torneio a ser disputado en Flushing Meadows.

As turnês profissionais da WTA e da ATP estão suspensas até pelo menos o fim de julho e um torneio em agosto já foi cancelado.

Últimas