Esportes Após novo erro de arbitragem contra Botafogo, Gilvan desabafa: 'Foi muito grave'

Após novo erro de arbitragem contra Botafogo, Gilvan desabafa: 'Foi muito grave'

A exemplo do que tinha acontecido na derrota do Botafogo para o Náutico, por 3 a 1, outra vez o time carioca acabou sendo vítima de um erro de arbitragem. Ronaldo marcou, mas o árbitro não viu que a bola havia ultrapassado a linha. No final o Sampaio Corrêa ainda fez o segundo gol nos acréscimos e ganhou por 2 a 0. Para o zagueiro Gilvan, falhas deste tipo não podem acontecer no Campeonato Brasileiro da Série B.

"Foi muito grave. A gente fica muito triste. Mas isso não é desculpa pela nossa derrota", enfatizou o botafoguense, lembrando que, naquela altura, aos nove minutos do segundo tempo, a história do jogo seria mudada. O auxiliar Maurício Coelho Penna (RS) não viu a bola ultrapassar a linha de gol e o árbitro Jean Pierre Lima não o validou. A Série B não conta com o auxílio do VAR.

Para Gilvan, agora resta esquecer o que passou e pensar na frente. "Temos que colocar a alma e o coração o tempo todo, porque a Série B é assim mesmo. Vamos continuar na luta para atingir nosso objetivo principal, que é o acesso".

Sobre o jogo, apesar dos 2 a 0 para o adversário, o jogador não considerou o resultado justo. "Nosso time mandou no jogo todo. Tivemos muitas chances e não fizemos os gols. Temos que acertar neste aspecto", opinou.

Opinião parecida tinha o também zagueiro Kanu, desapontado pela segunda derrota seguida do time na Série B. Antes tinha perdido para o Náutico. "Nós criamos e perdemos muitas chances de gols. Temos que caprichar e converter os gols".

Resta ao Botafogo buscar a reabilitação diante do Vitória, na próxima quarta-feira, na condição de mandante. Até lá, o time segue com oito pontos e na décima posição, com fraco desempenho fora de casa: dois empates e duas derrotas.

Últimas