Esportes Após despedida, Victor assume função de gerente de futebol no Atlético-MG

Após despedida, Victor assume função de gerente de futebol no Atlético-MG

Um dia após se despedir dos gramados, o agora ex-goleiro Victor foi anunciado nesta segunda-feira como novo gerente de futebol do Atlético Mineiro. De acordo com o clube, o contrato vai até dezembro deste ano.

"Um dos maiores ídolos do Clube de todos os tempos, Victor recebeu o convite não só por sua história no time, mas, fundamentalmente, pelo seu profissionalismo e dedicação no trabalho, retidão profissional, liderança e exemplo", anunciou a diretoria do clube mineiro.

Victor se aposentou dos gramados no domingo, na vitória do Atlético sobre a URT por 3 a 0, no estádio do Mineirão, pela primeira rodada do Campeonato Mineiro. O jogador foi homenageado e celebrado pelos colegas de time, entre lágrimas e aplausos.

Nesta segunda, ele foi efetivado na nova função no clube. "São Victor, quero te convidar para a partir dessa segunda-feira trabalhar como gerente de futebol ao lado do diretor Rodrigo Caetano. Fico muito feliz de fazer esse convite à você e com absoluta certeza que você terá o sucesso que teve como jogador como gerente de futebol. A massa agradece", declarou o presidente Sérgio Coelho, em vídeo divulgado pelo Atlético.

Victor agradeceu pela oportunidade. "Eu que agradeço esse convite, poder virar a página de atleta e no dia seguinte já começar a exercer um cargo desse com tanta responsabilidade. Agradeço muito como foi conduzido esse fim de ciclo, obrigado por tudo que o senhor o Atlético proporcionou para mim."

CARREIRA - Victor começou a carreira no Paulista, de Jundiaí (SP). Seu primeiro clube grande na carreira foi o Grêmio, onde chegou em 2008 e teve as suas primeiras convocações para a seleção brasileira. Em 2009, disputou jogos das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2010 e a Copa das Confederações, sob o comando do técnico Dunga.

O goleiro, porém, acabou ficando de fora da lista final para o Mundial, disputado na África do Sul. Mais tarde, voltou a ser chamado para amistosos pelo treinador Mano Menezes. Em 2014, chegou ao auge: foi convocado por Luiz Felipe Scolari para a Copa do Mundo, sediada no Brasil.

Ainda na equipe gremista, Victor conquistou um único título: o Campeonato Gaúcho de 2010. Em junho de 2012, acertou a sua transferência para o Atlético-MG. No clube mineiro, virou ídolo e acumulou diversos títulos. Foram quatro edições do Campeonato Mineiro (2013, 2015, 2017 e 2020) e a inédita Copa do Brasil em 2014, sobre o rival Cruzeiro.

E ainda teve a Libertadores, onde fez defesas impressionantes e defendeu pênaltis que ajudaram o time a chegar ao título. Jogos contra Tijuana, do México, e Newell's Old Boys, da Argentina, foram marcantes para o goleiro e a torcida atleticana. Ele também conquistou a Recopa Sul-Americana de 2014, disputada contra o argentino Lanús.

Últimas