Esportes Após críticas de torcedores do Dortmund, Puma se desculpa por uniforme sem escudo

Após críticas de torcedores do Dortmund, Puma se desculpa por uniforme sem escudo

A Puma, fornecedora de matérias esportivos, precisou pedir desculpas aos torcedores do Borussia Dortmund devido ao descontentamento com o uniforme usado pela equipe alemã na estreia da Liga dos Campeões, diante do Besiktas, na última quarta-feira. Apesar de manter as tradicionais cores (amarelo e preto), o fardamento não conta com o escudo da equipe.

Nas redes sociais, os fãs do clube do artilheiro Erling Haaland criticaram a escolha do terceiro uniforme e pediram alterações para as próximas partidas. O suíço Bjorn Gulden, diretor executivo da Puma, reagiu às declarações dos torcedores e prometeu modificações para os próximos uniformes.

"Lamentamos a raiva dos fãs e gostaríamos de pedir desculpas a eles. Levamos muito a sério o feedback e vamos levá-lo em consideração em futuras camisas - como fizemos no passado", esclareceu Gulden.

É um hábito comum no futebol que jogadores e torcedores beijem o escudo dos seus times em momentos de euforia e para demonstrar a paixão pela equipe. Nos últimos tempos, porém, a fornecedora alemã tem ousado em seus lançamentos, excluindo o símbolo do uniforme de clubes e seleções.

Na Eurocopa, as seleções da Suíça, República Checa e Áustria já contaram com modelos de uniforme adequados a este novo padrão. Torcedores havia revelado sua insatisfação na ocasião, mesmo assim, clubes também receberam suas camisas para a temporada 2021-2022 com modelos semelhantes. Manchester City, Milan e Olympique de Marselha são alguns exemplos.

Uma situação curiosa aconteceu na fase prévia da Liga Europa, no jogo entre Fenerbahçe e HJK Helsinki. Muhammed Gumuskaya marcou pela equipe turca, mas na comemoração não encontrou o escudo e gerou uma cena que rendeu muitas risadas nas redes sociais.

Últimas