Esportes Após campanha de Rashford, governo anuncia fundo alimentar na Inglaterra

Após campanha de Rashford, governo anuncia fundo alimentar na Inglaterra

A longa e emocionante carta enviada pelo atacante Marcus Rashford, do Manchester United, fez o governo da Inglaterra criar um "fundo escolar" para fornecer alimentação a crianças de famílias carentes durante as férias no país.

Os recursos, anunciados nesta terça-feira pelo primeiro-ministro Boris Johnson, serão de 120 milhões de libras (cerca de R$ 773 milhões).

Rashford, de 22 anos, escreveu uma carta pública ao Parlamento inglês no último fim de semana relembrando sua infância difícil e pedindo que o vale-alimentação não fosse cortado por causa da pandemia do coronavírus.

O alunos que têm direito às refeições gratuitas em período escolar vão receber um vale válido de seis semanas para continuar recebendo o benefício. De acordo com a BBC, Johnson agradeceu a Rashford pela "contribuição ao debate sobre a pobreza".

Com o retorno o futebol na Inglaterra, Rashford deverá estar em campo com a camisa do Manchester United, em Londres, diante do Tottenham, nesta sexta-feira, pela 30.ª rodada da competição.

Últimas