Esportes Após adiamento, Torneio de Indian Wells volta ao calendário e será em outubro

Após adiamento, Torneio de Indian Wells volta ao calendário e será em outubro

Fora do calendário do tênis desde o seu adiamento por causa da pandemia do novo coronavírus, anunciado junto com a programação do começo da temporada 2021 da ATP (masculino) e WTA (feminino), lançado na última semana do ano passado, o torneio de Indian Wells (Masters 1000, entre os homens, e WTA 1000, entre as mulheres) arrumou uma brecha e voltará enfim a ser disputado. A competição está marcada para acontecer em outubro.

Em abril deste ano já se especulava que o torneio pudesse ser jogado em outubro e a confirmação veio na noite de quinta-feira, com a divulgação de um breve comunicado oficial da organização de Indian Wells, que garantiu a sua realização em 2021, mas ainda não deu maiores detalhes sobre as novas datas.

"O torneio de Indian Wells, que combina um Masters 1000 com um WTA 1000, será disputado em outubro de 2021", anunciou o ex-jogador americano Tommy Haas, diretor do evento que acontece em quadras duras na Califórnia.

No calendário original da ATP eram sete os torneios marcados para outubro, começando pelos ATP 500 de Pequim e Tóquio (entre os dias 4 e 10), o Masters 1000 de Xangai (entre 10 e 17), os ATP 250 da Antuérpia e de Moscou (entre 18 e 24) e os ATP 500 de Viena e da Basileia (entre 25 e 31). Já na WTA, a situação é bem mais tranquila, uma vez que não há torneios marcados para depois da primeira semana de setembro.

Torneio com chave de 96 participantes, Indian Wells precisa de mais de uma semana de competição. Ele deverá acontecer na semana da Antuérpia (Bélgica) e de Moscou (Rússia), que tiveram suas datas modificadas e acontecerão entre 7 e 13 de novembro, a mesma data da disputa do Next Gen Finals, em Milão, na Itália.

Últimas