Esportes Andrés diz que houve exagero no número de contratações do Corinthians em 2019

Andrés diz que houve exagero no número de contratações do Corinthians em 2019

O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, tem bem claro qual foi o maior erro em sua gestão e um dos motivos que ajudam a explicar a delicada situação financeira vivida pelo clube. De acordo com o dirigente, houve um exagero no número de contratações de jogadores no ano passado e alguns deles não deram certo, o que agrava ainda mais o problema.

"O problema é que em 2018 não contratamos quase ninguém e 2019 veio mais gente. Fábio (Carille, técnico na época) indicou todos que contratamos, menos o Marllon (zagueiro). Alguns ainda não renderam, mas podem render daqui para frente. Acho que exageramos um pouco no ano passado", disse o dirigente, durante uma "live" feita no site Meu Timão.

Ele acredita que esse exagero foi crucial para as críticas dentro e fora do clube e aponta isso como o seu maior erro no comando. "Acho que a quantidade de jogadores contratados (o maior erro)", disse.

No ano passado, o Corinthians contratou 11 jogadores: Gil, Bruno Méndez, Danilo Avelar, Matheus Jesus, Junior Urso, Ramiro, Matheus Alexandre, Sornoza, Boselli, Vagner Love e Everaldo.

Andrés Sanchez ainda comentou que tem feito reuniões com a diretoria e com a comissão técnica. Durante a entrevista, o técnico Tiago Nunes chegou a aparecer e brincou sobre uma possível briga entre ambos.

O Corinthians fechou o ano passado com um déficit de R$ 177 milhões. De acordo com o clube, perdas de receitas com os direitos de transmissão dos jogos e negociação dos atletas causaram o rombo no caixa do clube, que também havia fechado 2018 com prejuízo, mas de apenas R$ 18,7 milhões.

Dessa vez, porém, o déficit foi quase 10 vezes superior, ainda que a redução das receitas não tenha sido tão expressiva, de R$ 470 milhões para R$ 426 milhões.

Últimas