Esportes Alison lamenta empate, mas admite a batida da bola em sua mão no lance do pênalti

Alison lamenta empate, mas admite a batida da bola em sua mão no lance do pênalti

O capitão Alison, que jogou improvisado como zagueiro no empate do Santos diante do Vasco, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro, nesta quarta-feira, na Vila Belmiro, admitiu que cometeu o pênalti, que originou o segundo gol carioca, ao tocar com a mão na bola.

"A bola realmente tocou no meu braço. Assumo essa responsabilidade. Claro que não foi intencional, mas a bola acabou batendo no meu braço", disse o atleta, que juntamente com Felipe Jonathan falhou no primeiro lance do jogo, aos 11 segundos, quando Germán Cano acertou o travessão de João Paulo.

Alison preferiu não reclamar da arbitragem, que, no primeiro tempo, ratificou um gol de Fellipe Bastos também com a ajuda do VAR. "Precisávamos da vitória e não conseguimos, mais uma vez, por causa do VAR. Mas não estou aqui para reclamar de arbitragem."

Apesar do empate, o jogador aproveitou o desempenho da equipe. "Entramos com o pensamento da vitória e a buscamos o tempo todo. Infelizmente, não conseguimos. Tínhamos a chance de sair daqui com a vitória, pois estivemos duas vezes na frente do placar. Não podemos ficar nos lamentando. Temos jogo no fim de semana", afirmou o meio-campista, referindo-se ao duelo com o Ceará, pela oitava rodada, sábado, às 21 horas, em Fortaleza.

O Santos teve dois jogos seguidos pelo Brasileiro na Vila Belmiro e só conseguiu obter um ponto. Além do empate com o Vasco, o time do técnico Cuca perdeu no domingo para o Flamengo. O próximo jogo em casa será na próxima quarta-feira, diante do Atlético-MG.

Últimas