Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Advogado de Daniel Alves sugere pulseira eletrônica para tirar jogador da prisão

|

O advogado Cristóbal Martell, um dos responsáveis pela defesa de Daniel Alves, afirmou nesta sexta-feira que irá sugerir medidas cautelares para pedir o fim da prisão preventiva do jogador, como por exemplo o uso de uma pulseira eletrônica ou a retirada do passaporte. A informação é do canal de televisão espanhol Antena 3.

Segundo a reportagem, a tendência é que a defesa apresente recurso ainda nesta sexta ou na segunda-feira. O prazo termina na terça. O objetivo é minimizar um dos principais argumentos da juíza Maria Concepción Canton Martín, que alegou risco de fuga.

De acordo com o jornal El Periodico, Daniel Alves entregou a escritura de uma casa em Barcelona onde vive a mulher, Joana Sanz, em um tentativa de demonstrar as suas raízes na Espanha. Outro aspecto que pesa a seu favor é o fato de o Pumas ter rescindido o seu contrato, tirando a necessidade de retornar ao México. Em seu depoimento inicial, o jogador havia revelado a intenção de retornar ao país latino no dia seguinte.

A reportagem conta ainda que a defesa de Daniel Alves sustenta que o atleta deu três diferentes versões em seu depoimento porque tentou esconder a infidelidade da sua mulher, a modelo espanhola Joana Sanz. À juíza do caso, o atleta declarou que manteve relação sexual com a jovem, pois ela se lançou sobre ele. "Eu me permiti fazer isso", disse.

Na quinta-feira, Joana Sanz apagou fotos recentes com o marido de sua conta no Instagram. Joana, que também é empresária, ainda deixou na rede social algumas poucas imagens ao lado do jogador, datadas de 2020 e 2021. Além da prisão preventiva de Daniel Alves, ela lida com a morte de sua mãe, Maria del Carmen.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.