Canadá faz lobby para sediar Copa 2026

País receberá dois dos mais importantes torneios de futebol feminino nos próximos meses

Coruja Shuéme é a mascote da Copa do Mundo Feminina
Coruja Shuéme é a mascote da Copa do Mundo Feminina Divulgação/FIFA

Palco de dois dos mais importantes eventos do futebol feminino, o Canadá não esconde de ninguém que sonha em sediar pela primeira vez uma Copa do Mundo. Victor Montagliani, membro da federação local de futebol e também organizador dessas competições, admitiu que a Copa do Mundo Sub-20 deste ano e a Copa do Mundo de 2015, ambas para mulheres, servirão de trampolim para uma candidatura maior.
 
Montagliani disse em entrevista na última quinta-feira (10), no Maracanã, no Rio de Janeiro, que seu país vai caminhando para receber o principal evento esportivo do planeta. Depois deste Mundial, Rússia 2018 e Qatar 2026 já estão confirmados como as próximas sedes – denúncias de corrupção e compra de votos ainda podem melar esta última escolha.

— Fomos bem sucedidos em torneios que organizamos anteriormente. Queremos repetir o sucesso em 2015 como uma plataforma de lançamento para a candidatura de 2026. Será uma grande oportunidade para nós.

As próximas sedes mostram que o peso esportivo não tem sido primordial na hora em que a Fifa escolhe a sede da Copa do Mundo. O Canadá, no entanto, deve ter um concorrente de peso. Os Estados Unidos sempre são lembrados quando o assunto é sediar a competição em 2026. A evolução da equipe dentro de campo e a crescente paixão do americano pelo futebol são elogiados pela federação internacional.
 
Brazuca ganha novas cores e nome de finalistas para decisão
 
Fuleco apresenta mascote da Copa do Mundo Feminina
 
Fifa rejeita apelação do uruguaio Suárez

O Canadá recebe a Copa do Mundo Sub-20 de 5 a 24 de agosto deste ano. Já a Copa do Mundo acontece de 6 de junho a 5 de julho, pela primeira vez com 24 equipes.