‘Brasileiro é nossa obrigação’, grita torcida do Corinthians após empate

Jogadores tentaram não se abalar, mas reconheceram mau momento no ano

Corinthians saiu na frente, mas permitiu empate do Racing-ARG no Itaquerão
Corinthians saiu na frente, mas permitiu empate do Racing-ARG no Itaquerão Leonardo Benassatto/Reuters

No terceiro jogo seguido do Corinthians sem vitória, a torcida perdeu a paciência e tratou de cobrar o time. Depois do empate contra o Racing-ARG na última quarta-feira (13), pela Copa Sul-Americana, as arquibancadas do Itaquerão fizeram pressão: “Não é mole, não... O Brasileiro é nossa obrigação.”

EsportesR7 no YouTube. Inscreva-se

Só Esportes: Saudades da quarta força?

Começou com um grito tímido, mas logo ganhou mais adeptos pelo Setor Norte, onde as organizadas se posicionam. Mesmo depois do gol que decretou o empate, a fiel torcida tratou de apoiar até o apito final e agitar os escudos distribuídos em razão do aniversário de 107 anos, completos em 1º deste mês.

"Mantivemos nossa forma de jogar e temos volume e chances. Só não estamos sendo efetivos. Estamos conscientes de que podemos render mais e temos de trabalhar", disse Balbuena. "Sabíamos que uma hora a equipe iria oscilar. Críticas vêm porque resultados vêm. Em muitos jogos, criamos menos, vencemos e críticas sumiram", completou Rodriguinho.

O empate em casa obriga o Corinthians a marcar pelo menos um gol em Avellaneda. A partida de volta acontece já na próxima quarta (20), no Presidente Perón, pelas oitavas de final da competição continental. No Brasileiro, o time tem sete pontos de vantagem para o vice-líder Grêmio e, no domingo, enfrenta o Vasco, também no Itaquerão.

 

 

.