Esportes Voo do Bayern atrasa e jogadores passam a noite em avião

Voo do Bayern atrasa e jogadores passam a noite em avião

Time alemão estreia no Mundial de Clubes na segunda-feira contra o Al-Ahly; o Palmeiras estreia domingo diante do Tigres

  • Esportes | Do R7, com EFE

Goleiro Neuer e todo o time alemão foram obrigados a dormir no avião

Goleiro Neuer e todo o time alemão foram obrigados a dormir no avião

Bayern de Munique / Twitter

O voo do Bayern de Munique para o Catar, onde vai disputar o Mundial de Clubes, atrasou e obrigou os jogadores do possível adversário do Palmeiras na competição a dormirem no avião.

O time, vencedor da Liga dos Campeões em 2020, estreia segunda-feira (8) contra o Al-Ahly, enquanto o Palmeiras, campeão da Libertadores, faz seu primeiro jogo domingo, diante do Tigres, do México.

O possível adversário do Palmeiras na final vai cansado para o jogo, caso ambos avancem para a decisão de quinta-feira (11).

Além de ter um dia a menos de descanso, por fazer a segunda partida da semifinal do Mundial, a equipe alemã fez um jogo na sexta-feira (5), na vitória por 1 a 0 sobre o Hertha Berlim, e foi obrigada a interromper a preparação do elenco por causa do contratempo no voo.

No ínicio deste manhã, em seu Twitter oficial, o Bayern lamentou o incidente: "O FC Bayern está agora com mais de sete horas de atraso na partida para o Mundial de Clubes da FIFA em Doha devido à recusa de permissão para jogar".

O embarque, no aeroporto Willy Brandt, em Berlim, estava marcado para 23h15 de sexta-feira (5), mas só saiu às 6h52 deste sábado (6).

Os planos do clube era voar logo depois do jogo contra o Hertha, que foi antecipado meia hora para que isso fosse possível.

No aeroporto de Berlim não são permitidas descolagens após a meia-noite e como o tempo de descolagem é de um minuto e meio, foi necessário solicitar uma autorização especial às autoridades do estado de Brandemburgo, que não foi concedida.

"As autoridades de Brandemburgo não sabem o que fizeram à nossa equipe", disse o presidente do Conselho de Administração do Bayern Munich, Karlheinz Rummenigge, ao jornal alemão Bild.

O Bayern viajou com 22 jogadores e sem Javi Martínez e Leon Goretzka, infectados pelo novo coronavírus.

Últimas