Esportes Turquia volta ao calendário da F-1 e ocupa lugar de Cingapura em 3 de outubro

Turquia volta ao calendário da F-1 e ocupa lugar de Cingapura em 3 de outubro

A organização do Mundial de Fórmula 1 confirmou nesta sexta-feira a nova inclusão do GP de Turquia no calendário da temporada 2021. Após entrar no calendário no lugar do Canadá e ser cancelada por restrições de viagem impostas pelo Reino Unido por conta da pandemia do novo coronavírus, a etapa turca está de volta, desta vez substituindo Cingapura. A corrida em Istambul será realizada entre os dias 1 e 3 de outubro, formando uma rodada tripla com Rússia e Japão.

O cancelamento inicial do GP da Turquia, palco do sétimo título mundial do piloto inglês Lewis Hamilton, da Mercedes, no ano passado, havia sido decidido após as autoridades do Reino Unido criarem a imposição de quarentena de 14 dias para os viajantes do país, que enfrentava recordes de casos e mortes por covid-19.

Como a maioria das equipes têm sede na Inglaterra e os funcionários teriam de ficar isolados pelo período de duas semanas em um hotel após retornarem de Istambul, tornou-se inviável a realização da corrida, já que na semana seguinte teriam que se preparar para o GP da França, em Paul Ricard.

No momento, a Turquia segue na lista, mas a organização da Fórmula 1 definiu que a corrida, palco agora da 16.ª etapa da temporada, continua em uma lista vermelha por conta dos casos do novo coronavírus. Países como Bahrein, Brasil e Emirados Árabes Unidos, onde está localizada Abu Dabi, também fazem parte desta relação.

Em um comunicado oficial divulgado nesta sexta-feira, a Fórmula 1 diz que "após negociações com outros promotores, estamos confiantes de que vamos conseguir viajar para a corrida de acordo com nossos estritos protocolos de segurança".

"A comunidade da Fórmula 1 vai continuar a viajar nesta temporada com medidas de segurança rigorosas, que nos permitiram viajar com segurança nesta temporada. Até agora, realizamos mais de 44 mil testes, com 27 casos positivos, uma taxa de 0,06%, com a maioria acontecendo durante a primeira parte da temporada", continuou o comunicado.

"Paralelamente a isso, uma proporção significativa da comunidade da Fórmula 1 já foi vacinada, e estamos confiantes de que todos terão a oportunidade de fazê-lo até o fim do verão. Vamos continuar a operar de modo a proteger a segurança das nossas pessoas e das comunidades que visitamos", concluiu.

"Queremos agradecer à administração do Intercity Istambul Par e Vural Ak por seus esforços pessoais para que este evento acontecesse. Mostramos que podemos seguir nos adaptando, e há um grande interesse em nosso esporte e um desejo de muitos locais para ter um GP. Tivemos conversas muito boas com todos os outros promotores desde o começo do ano e continuamos a trabalhar próximo a eles durante este período", finalizou.

Últimas