Esportes Torcida que for à final da Liga dos Campeões terá de deixar Portugal em 24 horas

Torcida que for à final da Liga dos Campeões terá de deixar Portugal em 24 horas

A Uefa confirmou o estádio do Dragão, na Cidade do Porto, para a decisão da Liga dos Campeões da Europa com a presença de 12 mil torcedores. Serão seis mil fãs de cada um dos finalistas, Manchester City e Chelsea. Mas ninguém poderá "fazer turismo" em Portugal e serão obrigados a retornarem à Inglaterra no mesmo dia, de acordo com a ministra de Gabinete, Mariana Vieira da Silva.

Com as restrições impostas em todo o planeta por causa da pandemia da covid-19, os torcedores ingleses terão de respeitar regras e viver em uma bolha em Portugal. Eles terão duas "fan zones" à disposição, além do palco da decisão do próximo dia 29.

"As pessoas que vierem à final da Liga dos Campeões terão de regressar no mesmo dia", informou Mariana Vieira da Silva. "Com testes obrigatórios feitos ainda antes de entrarem no avião e estarão sempre em situação de bolha", seguiu a ministra do Gabinete de Portugal.

Os torcedores serão conduzidos para as "fan zones" antes de serem direcionados para o estádio do Dragão. Ainda ficarão distribuídos nas arquibancadas com distanciamento social e terão de estar usando máscara de proteção.

Também não poderão comemorar a conquista do título de seu clube nas ruas do país, como habitualmente acontece. Assim que o jogo terminar e a premiação ocorrer, já terão a obrigação de deixar o local e regressar para o aeroporto.

"É do estádio para o aeroporto, ficando em Portugal menos de 24 horas. Quem vier de avião (para estar na Cidade do Porto durante o jogo, mas que não no estádio) terá de cumprir as regras estabelecidas e medidas de segurança em vigor", concluiu a ministra.

Últimas