Esportes Torcida do Flamengo reage a suposta nova contratação do clube: 'Pulgar Não'

Torcida do Flamengo reage a suposta nova contratação do clube: 'Pulgar Não'

Erick Pulgar joga no Fiorentina, da Itália e acumula acusações judiciais no Chile, país onde nasceu

  • Esportes | Do R7

Erick Pulgar, volante chileno da Fiorentina que está na mira do Flamengo é acusado de estupro e atropelamento

Erick Pulgar, volante chileno da Fiorentina que está na mira do Flamengo é acusado de estupro e atropelamento

Divulgação/acffiorentina

Desde a saída de William Arão ao Fenerbahçe (TUR), o Flamengo busca no mercado um volante para ocupar a posição do jogador. O nome que surgiu nos bastidores foi o de Erick Pulgar, atualmente na Fiorentina, da Itália. Porém, a ideia da contratação foi bastante rejeitada pela torcida rubro-negra, que logo relembrou as acusações judiciais que envolvem o volante chileno.

No caso, o volante da Fiorentina está sendo investigado pelo Ministério Público chileno por uma denúncia de agressão sexual que aconteceu em sua casa. Além disso, Pulgar já atropelou um idoso e fugiu sem prestar socorro.

Nas redes sociais, a campanha #PulgarNão foi um dos assuntos mais comentados no Twitter. A torcida carioca uniu forças para demonstrar insatisfação diante da suposta contratação.

Veja reações da torcida:

As acusações judiciais

Ainda em junho desse ano, o Ministério Público chileno anunciou que estava investigando o jogador por uma denúncia de “agressão sexual” durante uma festa na casa de Erick Pulgar. A mulher de 24 anos, cuja identidade não foi revelada, disse à polícia que estava em uma casa noturna de Santiago com outras pessoas que lhe “ofereceram uma bebida”. Depois disso, ela relata ter ficado “tonta” e não se lembrade mais nada.

Além da acusação de estupro, quando tinha 18 anos, Pulgar atropelou um idoso de 66 anos e não prestou socorro. A vítima faleceu e o jogador foi preso preventivamente. Em depoimento à polícia na época, o chileno afirmou que fugiu, pois estava com medo, já que não tinha licença para dirigir, mesmo tendo experiência ao volante. Tempos depois, o atleta foi condenado por ‘quase homicídio’.

Boxeador de 18 anos morre após levar dois nocautes seguidos

Últimas