Thiago Neves diz que não foi avisado sobre rescisão do Grêmio: 'Atitude amadora'

Após a diretoria do Grêmio decidir rescindir seu contrato, o meia Thiago Neves publicou na noite desta sexta-feira uma mensagem em seu perfil no Twitter para afirmar que não foi avisado pelos dirigentes sobre a decisão. O jogador classificou a rescisão de "uma atitude amadora".

"Na data de hoje fui surpreendido com a veiculação de uma notícia informando o rompimento do meu contrato com o Grêmio. Em momento algum recebi qualquer informação ou comunicado oficial do clube neste sentido", declarou o jogador, nas redes sociais.

"Portanto, me considero atleta do Grêmio. Com quem quero e pretendo cumprir integralmente meu contrato. Estou muito chateado com a notícia, até porque não acredito que a diretoria do Grêmio agiria com tamanho desrespeito a quaisquer de seus atletas e demais colaboradores", afirmou. "Seria uma atitude extremamente amadora, que, inclusive, não combina com o clube do tamanho e história do Grêmio."

Thiago Neves atuou em apenas 14 partidas pelo Grêmio. O clube resolveu romper o vínculo com o jogador por causa de uma cláusula no contrato que previa renovação automática para 2021, com pagamento de R$ 2,4 milhões em luvas e aumento salarial, caso Thiago Neves participasse de 20 jogos pela equipe.

"Até aqui, cumpri fielmente com todas as minha obrigações e dedico diariamente todo meu empenho em favor deste grande clube, a quem sempre respeitei e cuja diretoria parece não estar me respeitando neste momento", disse o jogador.

Aos 35 anos, Thiago Neves foi uma aposta do técnico Renato Gaúcho, que trouxe no início da temporada o também veterano Diego Souza, com o intuito de recuperar os jogadores, como já fizera com outros no elenco gremista. Thiago Neves esteve no elenco do Cruzeiro que foi rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro em 2019.