Esportes Thayná Silva fala do clima na seleção de basquete para o Pré-Mundial: 'Motivadas'

Thayná Silva fala do clima na seleção de basquete para o Pré-Mundial: 'Motivadas'

Acorda, café, treino, almoça, descansa, mais treino, janta e cama. Essa é a rotina da seleção brasileira feminina de basquete desde a última terça-feira. Hospedado na Vizura Sports Academy, em Belgrado, na Sérvia, o Brasil se prepara para o Pré-Mundial com a mesma estrutura utilizada na última passagem pelo país, quando a comissão técnica optou pelo local para o Pré-Olímpico de Tóquio-2020, na cidade de Bourges, na França.

A Vizura oferece hospedagem, alimentação, academia e quadra em um mesmo ambiente. Além de evitar deslocamentos e trazer mais comodidade às atletas, a escolha também auxilia na prevenção ao covid-19.

"Estamos muito focadas nos treinos e muito motivadas para o Pré-Mundial. Para nós, já começou. E vamos com tudo em busca de um lugar na Copa do Mundo da Austrália", disse a ala Thayná Silva, MVP (melhor jogadora) da última Liga Nacional e presença constante nas últimas convocações da comissão técnica.

Ao todo, o Brasil terá 14 jogadoras nos treinos. Patty, no Brasil, deve embarcar nos próximos dias. Dessas, 12 vão para a bolha da Fiba no próximo dia 7 e atuam no Pré-Mundial. O time brasileiro terá Austrália, Sérvia e Coreia do Sul pela frente nos dias 10, 12 e 13, respectivamente.

São quatro países em busca de três vagas. Como as australianas já estão classificadas por serem anfitriãs do Mundial, Brasil, Sérvia e Coreia do Sul disputam dois lugares no torneio.

Últimas