Esportes Técnico de Portugal diz que juiz se desculpou por erro e ficou 'envergonhado'

Técnico de Portugal diz que juiz se desculpou por erro e ficou 'envergonhado'

O técnico de Portugal, Fernando Santos, revelou que conversou com o árbitro holandês Danny Makkelie após o empate por 2 a 2 com a Sérvia, pelas Eliminatórias Europeias, no sábado. O treinador contou que o juiz admitiu que errou ao não validar o gol de Cristiano Ronaldo no fim da partida e, pela falha, pediu desculpas. No lance, a bola parece ter cruzado a linha, mas a arbitragem não entendeu dessa maneira naquele momento.

"O árbitro me pediu desculpas na cabine e disse que estava envergonhado. Estive no vestiário com ele, e ele me pediu desculpas. Ele tinha me dito dentro de campo que ia ver as imagens e que, se fosse o caso, que me chamava para pedir desculpas, e assim foi", revelou o treinador da seleção portuguesa.

Fernando Santos disse que esta não foi a primeira vez em que um árbitro se desculpa com ele por um erro em jogo das Eliminatórias da Copa do Mundo. O experiente treinador aproveitou para mostrar sua insatisfação com a ausência do árbitro de vídeo nas partidas do torneio.

"Eu disse a ele (árbitro) dentro de campo que é inadmissível que, numa competição desta, não exista VAR ou tecnologia da linha de gol. Aliás, uma das coisas que ele me disse é que era importante a linha de gol, mas eu disse que a bola estava meio metro dentro do gol. Não havia nenhum obstáculo entre o auxiliar e a linha do gol. Mas isto não resolve o problema porque empatamos", argumentou.

"Há que repensar. Os árbitros são humanos e erram, mas por isso é que há o VAR e a tecnologia da linha de gol. Para evitar isto", completou o comandante. Da área técnica, ele disse não ter visto Cristiano Ronaldo, revoltado, caminhar em direção ao vestiário, jogar a braçadeira de capitão no gramado e fazer vários gestos contra a arbitragem.

"Não vi, não sei o que aconteceu. Já me disseram que não reagiu tão bem, mas é a frustração total de quem faz um gol e lhe tiram a vitória de Portugal. Mas não vi o que ele fez", pontuou.

O lance polêmico aconteceu aos 47 minutos do segundo tempo. Nuno Mendes cruzou da esquerda, o goleiro Dmitrovic saiu do gol e Cristiano Ronaldo finalizou de primeira. A bola caminhou lentamente e pareceu ter cruzado a linha, mas o zagueiro Stefan Mitrovic deu o carrinho para afastar.

O árbitro holandês Danny Makkelie e o assistente Mario Diks não validaram o gol. O bandeirinha chegou a sinalizar que ia correr para o meio de campo, mas não o fez. O camisa 7 português, então, ficou indignado, correu na direção de Diks, gritou na cara dele e levou o cartão amarelo antes de sair de campo furioso.

Portugal e Sérvia têm quatro pontos, mas os sérvios aparecem na liderança do Grupo A das Eliminatórias Europeias para a Copa do Mundo do Catar, em 2022, por terem mais gols marcados.

Últimas