Esportes Sylvinho vai administrar Corinthians com medalhões e jovens promissores em 2022

Sylvinho vai administrar Corinthians com medalhões e jovens promissores em 2022

A quinta posição conquistada no Campeonato Brasileiro e a vaga direta na próxima edição da Copa Libertadores credenciam o Corinthians a ser uma das potências da próxima temporada no futebol brasileiro. Longe da disputa de títulos relevantes desde 2017, a equipe do Parque São Jorge aposta em nomes experientes para elevar o patamar da equipe.

Apesar da enorme dívida, a direção corintiana optou por investir em contratações a fim de aumentar a arrecadação do clube com a conquista de melhores posições em torneios relevantes. As chegadas de Willian, Róger Guedes, Giuliano e Renato Augusto fizeram o Corinthians deixar o meia da tabela do Brasileirão e lutar por uma posição no G-4.

Para 2022, o Corinthians já anunciou o retorno do volante Paulinho e há a expectativa da contratação de um centroavante de renome. O uruguaio Edinson Cavani, do Manchester United, e Diego Costa, do Atlético-MG estão na mira. Porém, as últimas contratações, unido à atual composição do elenco alvinegro, podem representar um problema a ser enfrentado pelo técnico Sylvinho.

A média de idade do provável time titular do Corinthians é alta, acima dos 30 anos. Entre os jogadores do elenco que ultrapassam essa idade estão: Gil, Renato Augusto, Willian, Giuliano, Cássio, Paulinho, Fagner, Fábio Santos e Jô. Com o calendário apertado do futebol brasileiro, especialmente em ano de Copa do Mundo, caberá à comissão técnica fazer uma boa administração do elenco para não sofrer fisicamente no fim do ano.

Um exemplo do que não se deve fazer é o São Paulo, que se dedicou amplamente no início da temporada 2021 para conquistar o Paulistão e sair da fila de títulos e sentiu grande desgaste físico na reta final do Brasileirão. Assim, uma mescla no time titular, com jovens e experientes, deve ser o caminho a seguir por Sylvinho. Porém, haverá preocupação sobre como lidar com grandes estrelas que poderão frequentar o banco de reservas.

Se confirmada a chegada de um centroavante, Paulinho e Giuliano devem disputar posição no meio-campo. Roger Guedes, Willian e Renato Augusto, pelo que mostraram em 2021, começarão o ano em alta. Resta saber se Sylvinho optará por uma escalação mais preocupada em proteger a defesa ou apostará na ofensividade como principal arma para 2022. Gustavo Silva, Adson, João Victor, Du Queiroz e Gabriel Pereira já deram as cartas neste ano e esperam seguir firmes na luta por posição.

Últimas