Esportes Sob protesto da torcida, elenco do Grêmio adota lei do silêncio em meio à má fase

Sob protesto da torcida, elenco do Grêmio adota lei do silêncio em meio à má fase

O Grêmio até lutou, buscou o empate por duas vezes, mas não conseguiu voltar a vencer e perdeu a quarta chance de deixar a zona de rebaixamento do Brasileirão. No final da noite desta quarta-feira, em partida válida pela 24.ª rodada, o tricolor gaúcho ficou no empate com o Cuiabá, pelo placar de 2 a 2, na Arena do Grêmio.

Ao final da partida, o elenco do Grêmio foi para o vestiário sob protesto de muitos dos 4.931 torcedores que estavam na Arena e nenhum jogador falou com a imprensa. Assim como aconteceu no intervalo, onde também optaram pela "lei do silêncio".

O que se sabe é que o cargo de Luiz Felipe Scolari está ameaçado, mas nenhum membro da diretoria ou da comissão técnica falou sobre o assunto. De olho na reabilitação, o Grêmio já volta a campo no próximo domingo, quando visita o Santos, na Vila Belmiro, às 16h.

O atacante Alisson foi o 'salvador da pátria', marcando os dois gols tricolores. Com o resultado, o Grêmio chegou a três jogos sem vitória e agora aparece na 17.ª colocação, com 23 pontos. O Santos, primeiro time fora da zona de rebaixamento, tem 24 pontos, mas ainda joga contra o São Paulo no fechamento da rodada nesta quinta-feira.

Últimas