Esportes 'Se o Santos quiser, vai dar certo', diz Fernández sobre chance de ser comprado

'Se o Santos quiser, vai dar certo', diz Fernández sobre chance de ser comprado

O meio-campista Rodrigo Fernández comentou, em coletiva de imprensa realizada na manhã desta terça-feira, as especulações de que o Santos já teria acertado sua compra em definitivo junto ao Guaraní, do Paraguai. O uruguaio afirmou que o assunto chegou até ele pela imprensa e revelou a vontade de permanecer no clube, mas preferiu não entrar em detalhes.

"Eu sei que a notícia está circulando, mas eu estou tranquilo, tenho contrato até o fim do ano. A possibilidade é do clube e no momento certo terá que falar com meu agente, com meu clube no Paraguai. Estou focado em jogar, se as coisas saírem bem e o clube quiser que eu continue, vai dar certo", afirmou o jogador de 26 anos.

Fernández chegou ao Santos no final de março, emprestado pelo Guaraní, com vínculo válido até o final da atual temporada. O contrato, contudo, dá ao clube a prioridade de compra, conforme determina uma cláusula que prevê a vantagem de adquirir parte dos direitos do uruguaio até o fim do empréstimo, sem enfrentar concorrência.

Com 11 jogos disputados e um gol marcado em pouco mais de um mês vestindo a camisa do Santos, o volante vem agradando tanto a torcida quanto a diretoria com atuações consistentes sob o comando do técnico Fabián Bustos. Chamado de "pitbull" pelos torcedores, já se sente em casa na Vila Belmiro.

"Eu não gosto muito de falar sobre o meu jogo, mas estou fazendo o que o técnico está pedindo para mim. Tenho que ser volante de primeira linha e volante de saída. Ser chamado de "pitbull" não incomoda, falavam para mim no Paraguai e está bom", comentou. "Faz pouco tempo que estou no Santos, mas essa vibração, essa energia que sentimos na Vila é diferente dos outros estádios", completou.

O estádio santista, aliás, será o palco do jogo de quarta-feira, contra o Unión La Calera, pela penúltima rodada da fase de grupos da Copa Sul-Americana. Muito forte em casa e contando com jogadores em alta, como próprio Fernández e o jovem Marcos Leonardo, que também participou da coletiva nesta manhã, o time do litoral paulista não pode perder. Caso isso aconteça, zera as chances de classificação.

"É importante jogar na Vila, a gente é muito forte aqui. Temos que aproveitar o mando da melhor forma possível. Fora de casa tem viagem e desgaste, ficar longe da família é difícil, mas se Deus quiser vamos continuar com a boa campanha dentro de casa", avaliou Marcos Leonardo.

Santos e Unión La Calera se enfrentam às 21h30 desta quarta-feira, na Vila. O time chileno lidera o Grupo C, com oito pontos, dois a mais que os santistas, donos de sete pontos, na vice-liderança.

Últimas