Esportes São Paulo tem de 'trabalhar muito e falar pouco' para encerrar crise, diz Miranda

São Paulo tem de 'trabalhar muito e falar pouco' para encerrar crise, diz Miranda

O zagueiro Miranda teve dificuldades em encontrar palavras para explicar o jejum vivido pelo São Paulo no Brasileirão, assim como para expressar alguma solução. Em entrevista no gramado do Morumbi, neste domingo, após a derrota por 2 a 1 para o Red Bull Bragantino, o nono jogo sem vitória em nove rodadas, o experiente zagueiro defendeu que o momento pede que os jogadores não se exponham tentando externar explicações e foquem apenas no trabalho.

"Difícil falar neste momento. Até porque estamos fazendo um esforço enorme, só que o resultado não está sendo favorável. O momento agora é de trabalhar bastante e falar pouco. Assim, com certeza, mais cedo ou mais tarde os resultados vão acontecer. Explicação neste momento é difícil de dar", disse o defensor.

Agora com cinco empates e quatro derrotas, o São Paulo está na zona de rebaixamento da competição nacional, com apenas cinco pontos somados. Apesar do desconforto pelo cenário atual, Miranda acredita que o grupo tem força para reagir rapidamente. "O que a gente pode falar é que não vai faltar dedicação, não vai faltar vontade. Com certeza, o caminho é de muito trabalho para dar a volta por cima", comentou.

Na derrota deste domingo, o time são-paulino terminou o primeiro tempo vencendo por 1 a 0, com gol marcado por Rigoni, mas deixou a equipe de Bragança Paulista (SP) empatar na etapa final, quando Miranda já não estava mais em campo. O zagueiro sentiu um desconforto e foi substituído na volta do intervalo, mas acredita que deve estar apto para a sequência do campeonato. "Senti uma sobrecarga normal, fiquei muito tempo parado. Vinha de dois jogos seguidos, dois jogos fortes. Agora vamos trabalhar", explicou.

Caso tenha condições de jogo, Miranda volta a campo na próxima quarta-feira, quando o São Paulo enfrenta o Internacional, no Beira-Rio, em mais uma tentativa de vencer pela primeira vez no Brasileirão.

Últimas