Esportes São Paulo encara pressão contra o Fla para ir à fase de grupos da Libertadores

São Paulo encara pressão contra o Fla para ir à fase de grupos da Libertadores

O São Paulo vai atuar sob pressão diante do Flamengo, nesta quinta-feira, em jogo que pode definir o título do Brasileirão. Depois de liderar a competição por 14 rodadas, os paulistas perderam o fôlego, caíram na tabela e necessitam de um resultado positivo, às 21h30, no Morumbi, para evitar o vexame de não ir direto à fase de grupos da Copa Libertadores. Com dois pontos a mais que o Fluminense, a obrigação é de não perder a quarta colocação.

A vaga podia ter sido confirmada na rodada passada, em visita ao lanterna e rebaixado Botafogo. Mas o time foi muito mal, teve Reinaldo expulso no primeiro tempo e acabou amplamente dominado. A derrota por 1 a 0 saiu barato, mas a torcida não perdoou o deslize.

Jogadores foram alvo de muitas críticas e os torcedores são-paulinos não admitem posição abaixo do G4. Marcos Vizzoli, em seu último jogo no comando antes de Hernán Crespo assumir, promete buscar a vaga direta.

"Podemos estar entre os quatro melhores de uma classificação à Libertadores. Isso vai dar ânimo, vai dar um respiro maior, então passa a ser um outro desafio para esse jogo", afirmou o treinador, confiante na dura missão diante do líder e candidato forte ao título.

O São Paulo defenderá um tabu de sete jogos sem derrota sob seus domínios diante do Flamengo. São quatro vitórias e três empates. Sabe, contudo, que uma igualdade não servirá caso o Fluminense ganhe do Fortaleza. Vale ressaltar que ainda há possibilidade de o G4 se tornar G5 caso o Palmeiras ganhe a Copa do Brasil.

A tarefa do São Paulo, que não quer saber de torcer para um arquirrival, está ainda mais dura pelo fato de Vizzoli não ter o lateral-esquerdo Reinaldo, suspenso após expulsão no Engenhão, e também ter perdido o reserva Léo, que recebeu o terceiro cartão amarelo.

O jovem Wellington, de 20 anos, já vem treinando com os profissionais faz algum tempo e pode fazer seu segundo jogo no time de cima. "O Wellington é um atleta que esteve na transição da base para o profissional, atleta de seleção brasileira sub-20, que vem sendo bem observado", afirma Vizzoli, acostumado a lidar com jovens.

Apesar dos elogios, o técnico não cravou sua escalação. Tchê Tchê pode jogar improvisado no setor, com Daniel Alves voltando ao meio após cumprir suspensão.

Depois de perder um pênalti nos minutos finais no Engenhão, o atacante Luciano espera se redimir diante do Flamengo não apenas para levar o time à vaga direta na Libertadores, como também tentar se isolar na artilharia. Ele soma os mesmos 17 gols de Marinho, Thiago Galhardo e Claudinho.

Últimas