Esportes São Paulo deve ter Calleri por pelo menos 45 minutos para enfrentar a Chapecoense

São Paulo deve ter Calleri por pelo menos 45 minutos para enfrentar a Chapecoense

O torcedor do São Paulo tem a chance de ver Jonathan Calleri por mais tempo em campo neste domingo. Após uma semana de treinos, o argentino deve atuar pelo menos 45 minutos diante da Chapecoense, pelo Brasileirão. A partida na Arena Condá, em Chapecó, começa às 16 horas. Contratado há um mês e três dias, o atacante ainda não completou um tempo em campo no seu retorno ao Morumbi após cinco anos. Foram apenas 39 minutos em três jogos com o técnico Hernán Crespo.

Na estreia, no triunfo diante do Atlético-GO por 2 a 1, Calleri entrou aos 33 do segundo tempo no lugar de Luciano e atuou por 18 minutos. Na partida seguinte, no empate com o América-MG foram mais 14 ao substituir Igor Gomes, aos 36 da etapa final. Por fim, o argentino ficou em campo por apenas sete minutos no 0 a 0 com o Atlético-MG, ao ocupar novamente o lugar de Luciano.

Crespo não revelou se Calleri será titular, mas, internamente, aprovou o trabalho realizado pelo argentino na semana sem jogos. Antes deste período de treinos, o treinador demonstrou até certa irritação ao ser questionado sobre o jogador, dizendo que era impossível deixá-lo em campo por mais tempo devido ao longo período de inatividade (não atuava desde maio), sob o risco de perdê-lo por causa de uma contusão.

Agora, melhor preparado fisicamente, Calleri se tornou esperança para encerrar o jejum da equipe. O São Paulo não marcou nos dois últimos jogos e, com os dois empates, não conseguiu se afastar da zona do rebaixamento como pretendia na sequência que teve no Morumbi.

Neste momento, o time de Crespo soma 27 pontos e tem quatro de vantagem para o Bahia, o primeiro no grupo da degola. O São Paulo quer uma vitória para subir alguns degraus e encostar na parte superior da tabela, já que o G-6 pode virar G-9, possibilitando sonhar com uma vaga na Libertadores.

"Temos nos cobrado bastante para melhorar cada vez mais, jogar mais. Temos o foco de ter mais a bola para jogar. O São Paulo precisa disso, nós precisamos disso. É ir lá muito focado, com consciência de que esse grupo merece cada vez mais algo melhor", afirmou Léo.

A situação da Chapecoense no Brasileirão é quase irreversível, mas o jogo deste domingo, contra o São Paulo, tem um ingrediente a mais. Depois de quase 18 meses a torcida vai voltar a frequentar a Arena Condá. Por conta da pandemia de covid-19, a Chapecoense não sabe o que é jogar em casa com o apoio dos seus torcedores desde o dia 8 de março de 2020, na vitória sobre o Joinville, pelo Campeonato Catarinense.

Neste domingo, a Arena Condá vai poder receber 6.400 torcedores. A diretoria decidiu liberar ingressos apenas para sócios com as mensalidades em dia. É necessário a apresentação da carteira de vacinação com as duas doses ou dose única, ou o resultado negativo de exames realizados.

O técnico Pintado não vai estar na beira do gramado, pois foi punido com duas partidas de suspensão - já cumpriu a automática - pela expulsão diante do Atlético-GO. O auxiliar Dino Camargo é quem vai comandar a Chapecoense.

Últimas