Esportes Santos consegue liberação da seleção sub-20 e terá Kaio Jorge contra o Grêmio

Santos consegue liberação da seleção sub-20 e terá Kaio Jorge contra o Grêmio

O Santos escapou de perder um titular para o jogo de ida das quartas de final da Copa Libertadores. Na noite deste domingo, o clube comunicou que recebeu a liberação da CBF para que o centroavante Kaio Jorge só se apresente à seleção brasileira sub-20 na quinta-feira, um dia após o duelo com o Grêmio, em Porto Alegre.

Kaio Jorge foi convocado para um período de treinos na Granja Comary, em Teresópolis (RJ), e torneio amistoso da seleção sub-20 de 7 a 18 de dezembro. Mas, de acordo com o Santos, o clube conseguiu reverter a decisão após conversa do seu presidente, Orlando Rollo, e Rogério Caboclo, o mandatário da CBF.

Ainda que se apresentando posteriormente, Kaio Jorge não vai ficar fora dos amistosos da seleção sub-20 do Brasil, pois os jogos serão disputados nos dias 12, 15 e 18 de dezembro, diante de Chile, Bolívia e Peru, respectivamente. Esse período de treinos e amistosos será a etapa final de preparação da seleção antes da convocação para o Sul-Americano Sub-20 de 2021, que vai ser disputado entre 2 e 27 de fevereiro na Colômbia.

Com 18 anos, Kaio Jorge se tornou titular do setor ofensivo do Santos nesta temporada, tendo marcado quatro gols em 35 jogos, sendo que começou 27 deles. Por causa de outra convocação para a seleção sub-20, Kaio Jorge já havia desfalcado o Santos recentemente, em outubro, tendo ficado fora do jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, diante do Ceará, além de um duelo com o Fluminense pelo Brasileirão.

Se apresentando na quinta-feira, Kaio Jorge ainda ficará fora de dois jogos do Santos. O time terá o Flamengo pela frente no próximo domingo, pelo Brasileirão, e depois receberá o Grêmio, no dia 16, pelo duelo de volta das quartas de final da Libertadores - é possível que a Rollo negocie nova liberação para esse jogo. No sábado, após o clássico com o Palmeiras, Cuca fez um apelo pela liberação do jogador.

"Agora nós temos jogo de Libertadores, jogo contra o Flamengo e a volta da Libertadores, a seleção vai fazer dois jogos amistosos na Granja, acho que tem que ter a sensibilidade do pessoal que convoca de saber que hoje a necessidade que o Santos tem do jogador é maior do que ele ir e fazer dois jogos amistoso, com todo respeito que tenho à seleção e ao pessoal que dirige a seleção", disse.

Últimas