Esportes Resgatar espírito corintiano e renovar o elenco são prioridades de Vítor Pereira

Resgatar espírito corintiano e renovar o elenco são prioridades de Vítor Pereira

Em pouco mais de 40 dias à frente do Corinthians, o técnico Vítor Pereira já detectou dois caminhos para colocar o time nos eixos. O primeiro ponto é dar a seus jogadores o espírito corintiano que a torcida tanto gosta. E o complemento se restringe a lapidar as promessas que o clube vem apresentado para formar um elenco ainda mais forte.

Para o treinador, a postura que o time precisa apresentar tem que passar pela identificação com a torcida. E isso passa por garra e dedicação dentro de campo. "Não podemos baixar o nível e temos que dar o máximo em respeito ao torcedor que vai ao estádio. Deus nos abençoou a fazer o que gostamos e somos bem pagos para isso. Representamos muita gente e é esse espírito que eu quero nos jogos", diz o treinador que confessou estar ainda em fase de adaptação ao futebol brasileiro.

Pereira classifica como "excessos da torcida" as ameaças que alguns de seus atletas sofreram. Mas deixa claro que a única forma de trazer a Fiel para junto da equipe é entregar o máximo que puder nos 90 minutos. "Tivemos uma conversa e sabemos que temos de focar no nosso trabalho, no que podemos controlar", afirma o treinador, exaltando a entrega que um jogador que veste a camisa do Corinthians precisa ter.

O outro ponto que Vítor Pereira vem analisando abrange a renovação do time. Vários de seus comandados já ultrapassaram a casa dos 30 anos e a intensa sequência de partidas é um complicador para a alta performance desses atletas com alta rodagem.

Jô (35 anos), Cássio (34), Fábio Santos (36), Fagner (32), Renato Augusto (34) e Paulinho (33) são algumas dessas peças que precisam ser olhadas com cuidado. Exemplo dessa preocupação foi o meia Willian, de 33 anos. Destaque do time contra o Botafogo, o jogador sequer voltou para o segundo tempo depois que o Corinthians abriu 3 a 0 no jogo. A sua substituição foi uma precaução para que ele reúna condições plenas de encarar o jogo de quarta pela Copa Libertadores.

De olho nessa particularidade, Vítor Pereira vem dando atenção especial à nova safra do clube. "Os miúdos (jovens) têm qualidade, mas precisam de maturidade que somente os jogos vão dar. Fico orgulhoso de ter tantos jogadores da base. Sabemos que temos o apoio da nossa torcida e pelo que fizemos (sobre o Botafogo), merecemos o incentivo da torcida", completou o técnico corintiano.

Últimas