Esportes Remo vira em cima do Brusque, quebra jejum e deixa a lanterna da Série B

Remo vira em cima do Brusque, quebra jejum e deixa a lanterna da Série B

Depois de sete jogos sem vitória e muita tensão, o Remo voltou a fazer as pazes com a vitória ao bater o Brusque, por 2 a 1, de virada, nesta quarta-feira à noite, no Baenão, em Belém, (PA) pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

Além de tirar este peso das costas, o time paraense ainda deixou a lanterna ao alcançar os 10 pontos e ocupar a 15ª posição. A fase ruim abraçou o Brusque, agora com três derrotas consecutivas e os mesmos 13 pontos, em 11º lugar. Antes tinha perdido em casa para o Guarani, por 4 a 2, e fora para o CSA, por 3 a 2.

Como mandante, o Remo tomou as iniciativas, fez pressão nos 15 primeiros minutos e tentou abrir o placar. A melhor chance, inclusive, saiu aos 14 minutos quando Vitor Andrade invadiu a área pelo lado direito e chutou cruzado. A bola passou perto da trave direita.

O Brusque, preocupado com seus últimos resultados negativos, priorizou a marcação. Simplesmente, esqueceu de atacar. Quase foi castigado nos acréscimos, quando Victor Andrade chutou, a bola tocou na mão de Airton e os remistas pediram a marcação do pênalti. O árbitro não viu o lance e ignorou a reclamação.

No início do segundo tempo o Remo voltou a usar a estratégia de pressão na saída de bola adversária. Mas, desta vez, encontrou o Brusque mais bem armado e com poder de contra-ataque. Tanto que fez seu gol aos 15 minutos, quando Bruno Alves desceu em velocidade pelo lado direito e cruzou. O zagueiro Rafael Jansen tentou dar um chutão de perna esquerda, mas a bola tocou em sua canela e entrou no canto esquerdo do goleiro.

O tempo foi passando e os jogadores do Remo não se acertavam em campo, mas foi quando surgiu o gol do empate. Após jogada pelo lado direito, a bola sobrou para Felipe Gedoz na linha da grande área. Ele bateu forte, a bola passou entre as pernas de um zagueiro e atrapalhou a defesa do goleiro Zé Carlos. Ele tocou na bola, mas ela saiu de lado em direção as redes.

Animado pelo empate, o Remo virou aos 37 minutos. Após escanteio, a bola desviou duas vezes e sobrou na pequena área para Marcos Júnior só completar de chapa para as redes.

No fim de semana, pela 12ª rodada, o Remo vai enfrentar a Ponte Preta, sábado às 18h30, em Campinas (SP). O Brusque volta para casa onde vai receber o Botafogo, também sábado, a partir das 19 horas.

FICHA TÉCNICA

REMO 2 X 1 BRUSQUE

REMO - Vinícius; Thiago Ennes, Kevem,Rafael Jansen e Igor Fernandes; Anderson Uchôa (Marcos Júnior), Lucas Siqueira (Renan Gorne) e Felipe Gedoz; Dioguinho (Wallace), Victor Andrade (Lucas Tocantins) e Erick Flores (Arthur). Técnico: Felipe Conceição.

BRUSQUE Zé Carlos; João Carlos (Fillipe Soutto), Ianson, Everton Alemão e Airton; Rodolfo Potiguar (Nonato), Zé Mateus (Gabriel Talliari) (Tinga) e Garcez (Bruno Lopes); Thiago Alagoano, Edu e Bruno Alves (Toty). Técnico: Jerson Testoni.

GOLS - Rafael Jansen, contra, aos 15, Felipe Gedoz aos 32 e Marcos Júnior aos 37 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Diego Pombo Lopez(BA).

CARTÕES AMARELOS - Erick Flores (Remo). João Carlos, Rodolfo Potiguar, Thiago Alagoano, Edu e Zé Mateus (Brusque).

LOCAL - Estádio Baenão, em Belém (PA).

Últimas