Esportes Real Madrid não consegue contratar Mbappé; Griezmann volta ao Atlético

Real Madrid não consegue contratar Mbappé; Griezmann volta ao Atlético

FUTEBOL-JANELA:Real Madrid não consegue contratar Mbappé; Griezmann volta ao Atlético

Reuters - Esportes

Por Simon Evans

MANCHESTER, Inglaterra (Reuters) - O Real Madrid fracassou em sua tentativa de contratar o atacante francês Kylian Mbappé do Paris Saint-Germain no último dia da janela de transferências, enquanto o rival Atlético de Madri assegurou um surpreendente retorno por empréstimo de Antoine Griezmann, que estava no Barcelona.

Após um período de transferências que viu a surpreendente ida de Lionel Messi do Barcelona para o PSG e a saída de Cristiano Ronaldo da Juventus para o Manchester United, o Real esperava criar um novo destaque ao atrair o jovem talento para Madri.

Várias notícias veiculadas na imprensa espanhola apontavam que o Real ofereceu entre 150 milhões e 200 milhões de euros pelo atacante vencedor da última Copa do Mundo com a França, que tem contrato com o PSG até junho de 2022.

Uma fonte próxima ao PSG afirmou que o clube não tinha intenção de vender um de seus principais jogadores no ano em que busca a inédita conquista da Liga dos Campeões, e disse que havia desconfiança sobre as condições do Real de conseguir pagar tal quantia.

O Real conseguiu contratar um outro francês: o jovem meia Eduardo Camavinga, que chega com um contrato de seis anos oriundo do Stade Rennes. A imprensa local reportou que a quantia paga pelo francês de 18 anos foi de cerca de 30 milhões de euros.

Já nos últimos instantes da janela de transferências, o Atlético, atual campeão espanhol, garantiu o retorno de Griezmann, que fora vendido pelo clube por 120 milhões de euros ao Barcelona em 2019.

Em um comunicado, o Atleti disse que o negócio inclui a opção de qualquer um dos clubes de estender o acordo de empréstimo por um ano.

O Barça, também em comunicado, acrescenta que a negociação contém uma opção de compra, com o Atlético pagando o salário do jogador integralmente. Reportagens da mídia local na Espanha estimam a opção de compra em 40 milhões de euros.

Últimas