Esportes Rangers bane torcedores investigados por racismo contra atleta do rival Celtic

Rangers bane torcedores investigados por racismo contra atleta do rival Celtic

O Rangers, clube escocês comandado por Steven Gerrard, conseguiu identificar e banir os torcedores que abusaram racialmente do meia japonês Kyogo Furuhashi das partidas da equipe. Em comunicado divulgado nesta segunda, o time confirmou que a investigação do caso foi concluída. "Os indivíduos envolvidos foram identificados e serão banidos indefinidamente de todos os jogos do Rangers", disse a nota.

O grupo organizado que estava presente na viagem foi proibido de receber ingressos para compromissos futuros. Tudo começou quando um vídeo circulou nas redes sociais no último domingo mostrando apoiadores sendo racistas com o jogador do rival Celtic em um ônibus que ia até a cidade de Dingwall, local onde o time de Glasgow fez uma partida pelo Campeonato Escocês.

O clube abriu uma investigação para identificar os indivíduos que cantavam músicas racistas e faziam gestos ofensivos com o olho. O Celtic divulgou um comunicado no mesmo dia dizendo que "se os relatos são verdadeiros, então tal doentio e patético comportamento racista dirigido a Kyogo Furuhashi merece absoluta condenação". O principal time do país lembrou que outros jogadores foram vítimas de abusos semelhantes em um passado recente. "Como um clube aberto a todos, nós nos posicionamos firmemente contra o racismo em todas as suas formas e nós daremos apoio total a Kyogo."

O anúncio vem após um membro envolvido no incidente pedir desculpas a torcedores da região de East Kilbride em um grupo de WhatsApp chamado Westwood RSC. A história não deve terminar por aí, já que no próximo domingo, os dois rivais fazem o famoso clássico Old Firm pelo torneio nacional. A Police Scotland continua trabalhando no caso para avaliar possíveis punições aos ofensores.

Últimas