Próximo da retomada, clubes de Portugal têm casos de jogadores com covid-19

A retomada do futebol em Portugal no final deste mês pode estar em risco. Neste final de semana, alguns dias depois da volta aos treinamentos, dois clubes da primeira divisão apresentaram jogadores infectados com o novo coronavírus (covid-19). No sábado, o Vitória de Guimarães confirmou três casos. No dia seguinte foi revelada a informação que o Famalicão tem outros cinco, sendo três atletas e dois funcionários.

Após terem realizados testes na última quinta-feira, os jogadores e os funcionários em questão, que não tiveram seus nomes divulgados, retornaram para o "estágio" de quarentena em casa, para ficarem em isolamento total.

Depois de o governo português ter anunciado a retomada do futebol para o fim de semana de 30 e 31 de maio, os clubes estão realizando testes de covid-19, seguindo o plano elaborado entre a Liga Nos, a promotora do campeonato, e as autoridades de saúde. Mas o reinício poderá nem acontecer se houver um número "elevado" de jogadores infectados, como adiantou a Direção Geral de Saúde (DGS) de Portugal.

"É uma situação complexa: conciliar retorno da competição com as regras de segurança", disse Graça Freitas, diretora da DGS, em conferência de imprensa. "Mas se os testes que estão sendo feitos nas equipes derem número elevado de pessoas positivas, aí terá de ser equacionado pelas autoridades de saúde a nível nacional, regional e local. É assim que está previsto", explicou.

O último balanço da DGS dá conta de um total de mais de 27 mil infectados em Portugal e ainda 1.135 vítimas fatais.