Esportes Promessa do remo do Brasil diz chegar ao 'impossível' para levar medalha olímpica

Promessa do remo do Brasil diz chegar ao 'impossível' para levar medalha olímpica

A partir desta sexta-feira, o Brasil será representado no remo por um único atleta, Lucas Verthein, que fará a sua estreia nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020, o maior evento esportivo do mundo. Tido como promessa há alguns quando era júnior, o remador, aos 23 anos, chegou ao Japão junto com a delegação do Time Brasil, mas sendo a única opção possível de medalha para o País na modalidade.

Apesar de o Brasil nunca ter conquistado uma medalha no remo, um dos esportes mais antigos do calendário olímpico, o carioca está confiante para disputar em alto nível com os outros competidores.

"Minha expectativa é fazer o meu melhor e levar o meu país para o lugar mais alto, dentro do meu possível e do impossível. Espero conseguir cumprir com tudo que realizei na minha preparação e ser veloz a cada corrida", disse Verthein, em entrevista ao Comitê Olímpico do Brasil (COB).

O atleta, da categoria single skiff, se classificou para os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 em uma emocionante prova, garantindo o primeiro lugar no pódio na Regata Qualificatória, na Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro.

Últimas