Silvio Lancellotti Com onze contra nove, e o Milan bate o Bologna, em viagem, 4 X 2

Com onze contra nove, e o Milan bate o Bologna, em viagem, 4 X 2

Diante de um rival que teve dois jogadores expulsos e resistiu até os 80', o "Diavolo" da Lombardia consegue a sua oitava vitória nos seus primeiros nove jogos e repete um recorde que vinha de 1955

Ao centro, Ibrahimovic, um tento a favor e um inédito gol contra

Ao centro, Ibrahimovic, um tento a favor e um inédito gol contra

Marco Bertorello/AFP

Inacreditável, ou talvez mesmo abominável, o contraste entre o Milan do Campeonato Italiano e o Milan da Liga dos Campeões da Europa. No “Nazionale”, o rubro-negro da Lombardia chegou à nona rodada, neste sábado, 22 de Outubro, com a sua melhor performance da era dos três pontos por vitória, inaugurada em 1994: sete sucessos e um empate em oito jogos. Mas, na Champions da UEFA, terça-feira dia 19, em visita a Portugal, perdeu do Porto, 0 X 1, e se despediu do primeiro turno do Grupo B sem um ponto sequer, na última colocação e praticamente já eliminado da competição. Diante do Bologna, ao menos, levava uma vantagem nas estatísticas: não caía, no Dall’Ara, desde a “stagione” de 2001/2002, num total de 11 triunfos e quatro igualdades. A síntese deste sábado:

Mihajlovic e Pioli, antes do prélio. o abraço dos dois ex

Mihajlovic e Pioli, antes do prélio. o abraço dos dois ex

@ACMilan

BOLOGNA 2 X 4 MILAN
Bolonha, Stadio Renato Dall’Ara
Árbitro: Paolo Valeri

Gols: Ibrahimovic/con, Barrow X Rafael Leão, Calabria, Bennacer, Ibrahimovic

Primeiro, claro, o “Diavolo” da Lombardia pretendia se manter colado no Napoli dos 100%, os 24 pontos em 24 possíveis mas um duelo complicado neste domingo, dia 23, contra a Roma, na capital. Na cota dos 22, o Milan ainda sonhava com um primado. Caso suplantasse o seu adversário da Emilia-Romagna, repetiria a façanha obtida apenas na longínqua temporada de 1954/1955. Somaria a oitava vitória em nove porfias, então na arrancada para o quinto dos seus 18 “scudetto”. Ocorre, no entanto, que o Bologna também acalentava a sua fantasia. Ainda invicto em sua casa, desejava os três pontos que o colocassem na zona de vaga em uma das copas da UEFA. Ironias curiosíssimas: Sinisa Mihajlovic, hoje o treinador do Bologna, dirigiu o Milan sétimo classificado em 2015/2016; e Stefano Pioli, hoje o treinador do Milan, depois de dependurar as chuteiras, começou sua carreira de “mister”, em 1999, exatamente nas categorias de base do Bologna.

O momento da falta que custou a expulsão de Soumaouro

O momento da falta que custou a expulsão de Soumaouro

@Serie A Calcio

Bastaram quinze minutos, ainda na etapa inicial, para que o Milan se considerasse absoluto no desafio. Aos 16’, em uma arrancada em velocidade através do flanco esquerdo do campo, Rafael Leão bateu cruzado, quase sem ângulo, a pelota resvalou no pé de Medel e traiu a boa colocação do arqueiro Skorupski. Daí, aos 20, Soumaouro cometeu a chamada “falta do último homem” em Krunic e recebeu o cartão vermelho automático. Aos 35, Ballo-Touré alçou a pelota na área pequena, Skorupski rebateu muito mal e, de sem-pulo, Calabria desfrutou. Iniciada a etapa final, de todo modo, o cenário ameaçou se inverter. Logo aos 49’, Domínguez cobrou um corner e Ibrahimovic, de novo o titular do Milan depois de longas semanas de tratamento de uma lesão, testou contra as redes de Tatarusanu. Pior, aos 52, Soriano lançou Barrow entre os beques do Milan, e o Bologna fez 2 X 2. A reação? Um segundo cartão vermelho arruinaria as expectativas dos hospedeiros.

O momento da falta que custou a expulsão de Soriano

O momento da falta que custou a expulsão de Soriano

@Serie A Calcio

Numa jogada controvertida, aos 58’, o mediador Paolo Valeri, indiretamente, favoreceria o “Diavolo”. A bola quase na linha de fundo do Bologna e Soriano acossou imprudentemente Ballo-Touré. Tentou desviar a pelota a escanteio mas, de sola, acertou o tornozelo do adversário. Outros árbitros apontariam a falta e exibiriam apenas um cartão amarelo. Valeri, todavia, se mostrou implacável e expulsou Soriano. Com nove diante de onze, ficaria bem difícil a missão do Bologna na peleja. E o Milan disporia de meia hora para buscar o triunfo com dois jogadores de folga numérica. Impossível que os anfitriões resistissem à pressão. Aos 84’, todos os remanescentes do Bologna na sua grande área, Bennacer acertou um petardo quase da meia-lua, 3 X 2. Aos 90, o Ibra compensou o gol contra, um azar inédito em toda a sua carreira, e acertou um belo tiro da 16 metros no cantinho de Skorupski. O “Diavolo” na liderança, ao menos até o combate Roma X Napoli.

SALERNITANA 2 X 4 EMPOLI
Salerno, Stadio Arechi
Árbitro: Daniele Doveri

Gols: Ranieri, Ismajli/con X Pinamonti/2/1pen, Cutrone, Strandberg/con

O abraço em Berardi, pelo primeiro tento do Sassuolo

O abraço em Berardi, pelo primeiro tento do Sassuolo

@Serie A Calcio

SASSUOLO 3 X 1 VENEZIA
Reggio nell’Emilia, Stadio MAPEI
Árbitro: Antonio Di Martino

Gols: Berardi, Henry/con, Frattesi X Okereke


Jogos do domingo, 24 de Outubro

ROMA X NAPOLI
Roma, Stadio Olimpico
Árbitro: Dàvide Massa

INTER X JUVENTUS
Milão, Stadio Giuseppe Meazza
Árbitro: Maurizio Mariani

ATALANTA X UDINESE
Bérgamo, Gewiss Stadium
Árbitro: Livio Marinelli

FIORENTINA X CAGLIARI
Florença, Stadio Artemio Franchi
Árbitro: Antonio Rapuano

VERONA X LAZIO
Verona, Stadio Marcantonio Bentegodi
Árbitro: Marco Piccinini


Realizados na sexta-feira, dia 22 de Outubro
TORINO 3 X 2 GENOA
Turim, Stadio Grande Torino
Árbitro: Piero Giacomelli

Gols: Sanabria, Pobega, Brekalo X Destro, Caicedo

O sucesso dos "Blucerchiati" em Gênova, diante do Spezia

O sucesso dos "Blucerchiati" em Gênova, diante do Spezia

@Serie A Calcio

SAMPDORIA 2 X 1 SPEZIA
Genova, Stadio Luigi Ferraris
Árbitro: Michael Fabbri

Gols: Gyasi/con, Candreva X Verde

Inaugurada em 21 de Agosto e com seu desfecho previsto para o dia 22 de Maio de 2022, esta edição da Série A do Futebol da Velha Bota, a 120ª na História do Calcio, a 90ª desde a implantação do campeonato de pontos corridos e em turno e returno, até agora exibiu 85 partidas e 276 gols, uma ótima média, 3,25. O artilheiro, até aqui: Ciro Immobile, da Lazio, 7 tentos. Fizeram 6: Destro, do Genoa; Edin Dzeko, da Inter; e João Pedro, do Cagliari.

João Pedro, o brasileiro goleador do Cagliari

João Pedro, o brasileiro goleador do Cagliari

@Serie A Calcio

25pg, 1º: MILAN – 9j/8v-1e-0d (22gp/9gc)
24pg, 2º: NAPOLI – 8j/8v-0e-0d (19gp/3gc)
17pg, 3ª: INTER – 8j/5v-2e-1d (23gp/11gc)
15pg, 4º: ROMA – 8j/5v-0e-3d (16gp/9gc)
14pg, 5º: LAZIO – 8j/4v-2e-2d (18gp/13gc)
14pg, 6º: ATALANTA – 8j/4v-2e-2d (14gp/10gc)
14pg, 7º: JUVENTUS – 8j/4v-2e-2d (12gp/10gc)
12pg, 8º: FIORENTINA – 8j/4v-0e-4d (10gp/12gc)
12pg, 9º: EMPOLI – 9/4v-0e-5d (14gp/18gc)
12pg, 10º: BOLOGNA – 9j/3v-3e-3d (15gp/19gc)
11pg, 11º: TORINO – 9j/3v-2e-4d (12gp/10gc)
11pg, 12º: SASSUOLO – 9j/3v-2e-4d (12gp/12gc)
9pg, 13º: UDINESE – 8j/2v-3e-3d (10gp/12gc)

9pg, 14º: SAMPDORIA – 9/2v-3e-4d (13gp/17gc)
8pg, 15º: VERONA – 8j/2v-2e-4d (17gp/17gc)
8pg, 16º: VENEZIA – 9j/2v-2e-5d (7gp/15gc)
7pg, 17º: SPEZIA – 9j/2v-1e-6d (11gp/22gc)
6pg, 18º: CAGLIARI – 8j/1v-3e-4d (11gp/17gc)
6pg, 19º: GENOA – 9j/1v-3e-5d (14gp/21gc)
4pg, 20º: SALERNITANA – 9j/1v-1e-7d (8gp/21gc)

O Napoli, cotejo dificílimo, em Roma, contra a "Loba"

O Napoli, cotejo dificílimo, em Roma, contra a "Loba"

@SSCNapoli

Gostou? Clique num dos ícones do topo para “Compartilhar”, ou “Twittar”, ou deixe a sua opinião no meu “FaceBook”. Caso saia de casa, seja cauteloso e seja solidário, use máscara, por favor. E fique com o abraço virtual do Sílvio Lancellotti! Obrigadíssimo!

Últimas