Cosme Rímoli Tiago Nunes, aliviado. Luxemburgo sofre, sem Dudu

Tiago Nunes, aliviado. Luxemburgo sofre, sem Dudu

O elenco modesto de Nunes ganhou confiança que precisava, depois da vitória, no Itaquerão. O time de Luxa se enxergou previsível, sem Dudu

  • Cosme Rímoli | Do R7

Gil comemora. Depois, o time se defendeu. Garantiu a vitória que trouxe confiança

Gil comemora. Depois, o time se defendeu. Garantiu a vitória que trouxe confiança

Agência Corinthians

São Paulo, Brasil

"Neste momento, o mais importante foi o resultado, para dar tranquilidade para que a gente possa ter uma continuidade na competição.

"Acreditar que podemos classificar, mas principalmente levantar a autoestima do grupo e do próprio torcedor corintiano."

Tiago Nunes

"Triste pela derrota, mas sabemos que estamos no caminho certo, que o Palmeiras está no caminho certo. Lamentamos, como vocês torcedores, mas sabemos que estamos no caminho certo.

"Fico satisfeito por ver um time buscando o tempo todo."

Vanderlei Luxemburgo

A reação dos treinadores, após a vitória do Corinthians por 1 a 0 sobre o Palmeiras, expôs o momento dos clubes após quatro meses de paralisação do futebol, por conta da pandemia.

Tiago Nunes, aliviado, por não ter sido eliminado em pleno Itaquerão.

E Luxemburgo disfarçando a frustração pela derrota, com um time muito melhor nas mãos.

O clássico no Itaquerão, sem público, evidenciou as dificuldades dos dois rivais.

Tiago Nunes apelou para o defensivismo tão criticado de Fábio Carille.

Conseguiu o gol, em uma bola parada, escanteio que Gil cabeceou livre, se aproveitando do desleixo defensivo de Zé Rafael, e da falha de Weverton, que teve a visão encoberta por Felipe Mello.

Depois do gol, aos 15 minutos, o Corinthians passou a se preocupar em marcar. Recuar fazer dupla marcação nas laterais, com Fagner e Ramiro de um lado e, do outro, Carlos e Gabriel. E preencher a intermediária, para travar o toque de bola palmeirense. Até Boselli e Luan marcando.

Luxemburgo sente a falta de um jogador desequilibrante. Ele tinha. Dudu

Luxemburgo sente a falta de um jogador desequilibrante. Ele tinha. Dudu

Agência Palmeiras

No segundo tempo, optou de vez por segurar a vitória, único resultado que evitaria a eliminação ontem.

E Cássio brilhou, com quatro excelentes defesas, garantindo a vitória injusta.

Mas a falta de opções ofensivas ficou evidente, o elenco do Corinthians é modesto. Resultado da profunda crise financeira que o clube está mergulhado.

Já o Palmeiras teve o domínio das ações. 

Como se enfrentasse um time pequeno.

Deu 19 chutes a gol, contra seis do Corinthians.

Mas se a equipe trocava de posição do meio para a frente, estava muito bem fisicamente, mostrava falta de criatividade, um jogador com potencial de dribles, velocidade.

Dudu fez falta.

Ficará cada vez mais claro, a transação amadora que o clube fez, ao emprestar seu principal jogador porque estava com problemas com sua ex-mulher.

Luxemburgo colocou Willian para tentar atuar na posição que era de Dudu. Ele tem velocidade, oportunismo, vibração. Mas falta talento para driblar, desmontar duas linhas de marcação, como as montadas por Tiago Nunes.

Luiz Adriano segue perdido. Rony absolutamente egoísta. Zé Rafael jogando onde rende menos, como um terceiro volante, longe da área. Bruno Henrique deixou de ser o 'homem surpresa' para se tornar um burocrático 'carimbador' de bola.

Tiago Nunes, na coletiva. Alívio enorme por não ter sido eliminado pelo Palmeiras

Tiago Nunes, na coletiva. Alívio enorme por não ter sido eliminado pelo Palmeiras

Agência Corinthians

Como o Palmeiras segue com dinheiro, as opções de Luxemburgo eram dez vezes melhores do que as do Corinthians.

Lucas Lima e Raphael Veiga têm muita qualidade com a bola nos pés. Entraram bem no jogo, mas acabaram travado, no emaranhado defensivo corintiano.

O Palmeiras perdeu a chance de eliminar o grande rival.

E o Corinthians ganhou mais do que a sobrevida.

Moral, confiança, autoestima, com a vitória diante do arquiinimigo, com elenco bem melhor.

Mesmo se o Guarani vencer o Botafogo e eliminar o Corinthians do Paulista, Tiago Nunes não reclamará.

Sabe o quanto foi importante vencer o time de Luxemburgo.

Ganhou aval para começar o Brasileiro.

O que muita gente duvidava no Parque São Jorge.

Até mesmo Andrés Sanchez.

Quanto ao Palmeiras, o elenco tem força para vencer o Paulista.

Mas jogou fora seu jogador desequilibrante.

E vai seguir sentindo muita falta de Dudu...

Últimas