Thiago Neves cobra salário, antes da derrota para o CSA

O meia procurou o presidente do Conselho do Cruzeiro, Zezé Perrela. Queria os 60% restantes do salário de setembro. No campo, bateu pênalti para fora

"Se a gente não ganhar do CSA, pelo amor de Deus." Áudio de Thiago Neves

"Se a gente não ganhar do CSA, pelo amor de Deus." Áudio de Thiago Neves

Reprodução/Twitter

São Paulo, Brasil

"Fala Zezé, bom dia, cara.

"Deixa eu te falar uma coisa. Eu estou pensando aqui, sei que está difícil para vocês arrumarem recursos, sei que estão correndo atrás, mas estou falando por mim, não falei com ninguém do time, tá?

"Vê se você não consegue pelo menos pagar esses outros 60% antes do jogo de quinta-feira. Porque aí não precisa nem ter bicho para ganhar jogo. É uma motivação a mais pra gente.

"Acertar o salário e aí você não precisa arrumar uma premiação para ganhar o jogo, porque é obrigação da gente ganhar esse jogo, tá louco.

"Se a gente não ganhar do CSA, pelo amor de Deus...

"Pô, faz esse esforço pra gente aí, até quinta-feira tentar acertar esses 60% que está atrasado do salário."

Esse foi o áudio que a rádio Itatiaia, de Belo Horizonte, conseguiu de Thiago Neves, cobrando o presidente do Conselho Deliberativo, Zezé Perrela, no início da semana.

A veracidade foi confirmada pela rádio.

O jogador cobrava de Zezé os 60% restantes do seu salário de setembro. Em dificuldades financeiras, o clube pagou apenas 40%.

O Cruzeiro costuma quitar os salários dos atletas no quinto dia útil.

E ainda não pagou o de outubro.

Thiago Neves foi apontado pela imprensa mineira como pivô da queda de Rogério Ceni.

Com o clube mineiro em crise, o jogador deu entrevista dizendo sonhar em jogar no Corinthians.

A diretoria do clube paulista foi clara. Não tem o menor interesse no meia.

E ontem, contra o CSA, Thiago Neves teve a chance de pelo menos empatar o jogo contra o time alagoano.

Seu time perdia por 1 a 0.

Aos 19 minutos do segundo tempo, Alan Costa pisou no pé de Pedro Rocha. 

Pênalti.

Thiago Neves pegou a bola.

E foi para a cobrança.

Bateu para fora.

O Cruzeiro perdeu a partida fundamental.

A que o meia garantiu que o time venceria.

"Coloco a culpa em mim e peço desculpas ao torcedor. A responsabilidade é minha e assumo", disse Thiago Neves.

Não há confirmação que o Cruzeiro tenha pago os 60% do salário de setembro, que o jogador cobrou de Zezé Perrela.

Uma coisa é certa.

Thiago Neves não estará no Cruzeiro em 2020...