Cosme Rímoli "Só Deus pode me julgar." Resposta de Deyverson ao Palmeiras

"Só Deus pode me julgar." Resposta de Deyverson ao Palmeiras

O clube, finalmente, conseguiu arrumar clube ao atacante. Ele está sendo emprestado ao Alavés. Queria voltar. Direção do Palmeiras o rejeitou

  • Cosme Rímoli | Do R7

Palmeiras rejeitou Deyverson de forma firme. Não perdoou suas confusões

Palmeiras rejeitou Deyverson de forma firme. Não perdoou suas confusões

Reprodução/ESPN

São Paulo, Brasil

"Só Deus pode me julgar."

Na própria pele, Deyverson escolheu a resposta para a situação que vive.

Na tatuagem feita na canela, o atacante mostra o descontentamento com o Palmeiras fechando as portas para o seu retorno.

Como o blog havia antecipado, o presidente Mauricio Galiotte não o quer mais no elenco. 

E, depois de vários empresários o ofertarem para clubes europeus, e até brasileiros, o atacante está sendo emprestado ao Alavés, por um ano.

O jogador de 29 anos não se conforma com a rejeição que encontrou no Palestra Itália.

A postura é clara.

E Vanderlei Luxemburgo não tem nada a ver com o problema.

A decisão é de Galiotte.

Ele se cansou dos inúmeros problemas que Deyverson criou quando Luiz Felipe Scolari era treinador.

Na visão do presidente, o atacante teve atitudes que se chocam com a tradição do Palmeiras.

Como cuspir no rosto do ex-volante do Corinthians, Richard. Simular faltas. Provocar expulsões infantis.

Galiotte se saturou dos erros de Deyverson, a tal ponto que eles também tiveram influência na demissão de Luiz Felipe Scolari.

O dirigente percebia que a proteção exagerada ao atacante pelo técnico prejudicava ambiente, com o tratamento diferenciado.

Deyverson foi comprado por 5 milhões de euros, cerca de R$ 31 milhões. O ex-executivo Alexandre Mattos o ofereceu a Cuca, depois de não conseguir fechar contrato com Diego Souza. O então treinador deu seu aval ao atacante.

A resposta de Deyverson. Tatuada na própria pele. Se sente injustiçado

A resposta de Deyverson. Tatuada na própria pele. Se sente injustiçado

Reprodução/Instagram

Ele assinou contrato de cinco anos.

Recebe R$ 380 mil mensais.

Em 2020, ele fez só sete partidas.

E dois gols, pelo Getafe, onde atuou emprestado.

Proteção de Felipão a Deyverson acabou prejudicando o ex-treinador palmeirense

Proteção de Felipão a Deyverson acabou prejudicando o ex-treinador palmeirense

Palmeiras

Voltou ao Palmeiras, mas encontrou as portas fechadas.

Luxemburgo não tem um atacante alto, para o jogo aéreo.

Sondou Galiotte, se poderia utilizá-lo.

Ouviu um sonoro 'não'.

Galiotte considera a contratação um erro.

Tanto de Mattos como de Cuca.

Muito dinheiro por um jogador que deu pouco retorno.

Arrumou muita confusão.

Deyverson não quis entrar em polêmica.

Dar entrevista mostrando a situação.

Preferiu tatuar na própria pele, a mensagem que deseja propagar.

"Só Deus pode me julgar"...

(E o Palmeiras conseguiu.

Deyverson foi emprestado.

Um ano no Alavés...)

Últimas