Cosme Rímoli Roger demitido e Marcão efetivado no Flu, vice detona o presidente

Roger demitido e Marcão efetivado no Flu, vice detona o presidente

"Arrogante, covarde, autoritário." Vice geral do Fluminense, Celso Barros, coloca a culpa do fracasso de Roger no presidente Mario Bittencourt, a quem ataca. O auxiliar Marcão foi efetivado. Pelo menos até o fim do ano

  • Cosme Rímoli | Do R7

Montagem com o rosto de Bittencourt. Postado pelo vice-geral do Flu, Celso Barros

Montagem com o rosto de Bittencourt. Postado pelo vice-geral do Flu, Celso Barros

Reprodução/Instagram Celso Barros

São Paulo, Brasil

R$ 10,8 milhões desperdiçados.

Mais do que duas folhas de pagamento, de R$ 4,6 milhões.

Fora a perspectiva de arrecadação, no mínimo, de R$ 2,5 milhões, contra o Flamengo.

Para um clube massacrado pela dívida de mais de R$ 700 milhões, não houve perdão para a apatia do Fluminense, diante Barcelona, de Guayaquil. Nem parecia que valia tanto dinheiro e a moral de chegar à semifinal da Libertadores, torneio que o clube jamais venceu em toda sua história.

A realidade ainda apontava a 15ª colocação no Brasileiro. E a enorme possibilidade de deixar de ganhar mais R$ 7,3 milhões, já que terá pela frente nas quartas-de-final, o Atlético Mineiro, pela Copa do Brasil.

Tudo se junta ao conformismo inacreditável do treinador.

Ele parecia não entender o quanto o clube precisava vencer o limitado Barcelona de Guayaquil e chegar à semifinal da Libertadores contra o eterno rival, o Flamengo.

E Roger Machado foi mandado embora do Fluminense.

Roger demitido, depois da apatia do Fluminense na luta pela semifinal da Libertadores

Roger demitido, depois da apatia do Fluminense na luta pela semifinal da Libertadores

Mailson Santana/Fluminense

A diretoria garante que, desta vez, o auxiliar fixo do clube foi promovido de verdade. E será o novo treinador do Fluminense. Pelo menos até o final do ano.

O ex-volante do clube carioca já foi treinador interino três vezes, em 2016, 2019 e 2020.

Marcão aceitou.

Além de ser um sonho, ele é funcionário do Fluminense, praticamente seria 'obrigado' a aceitar.

Marcão,como a esmagadora maioria dos auxiliares fixos dos clubes, é amado pelos jogadores. Era ele quem os consolava das broncas dos treinadores, explicava a reserva, incentivava cada atleta.

A efetivação foi um desejo do presidente Mario Bittencourt. Por acreditar que Roger Machado já havia esgotado seu repertório e que não conseguia cobrar, motivar o elenco.

E também para evitar cobrança de conselheiros, para contratar um treinador 'de peso'. Rogério Ceni já estava inclusive sendo cobiçado por pessoas que cercam Bittencourt.

Marcão foi efetivado. Pelo menos até o final do ano. Mais barato e adorado pelos jogadores

Marcão foi efetivado. Pelo menos até o final do ano. Mais barato e adorado pelos jogadores

Lucas Merçon/Fluminense

Assim que Roger Machado foi demitido, o vice-presidente geral do clube, e que comandou o futebol, além de manter o patrocínio da Unimed por 15 anos, Celso Barros não perdoou. Escreveu um texto muito pesado criticando Bittencourt.

"O grande responsável por tudo isto é o presidente bitcoin.

"Arrogante, covarde, autoritário, indivíduo de índole ruim.

"O departamento de futebol profissional do Flu é muito atrasado.
Quando estive lá nesta gestão não me foi dada autonomia para fazer nada.

"Volto a afirmar: só ficam os amigos do rei e aqueles que lhe são subservientes.

"Eu só vejo uma saída, a renúncia do presidente atual ou a organização de forte grupo de oposição para vencer as eleições de 2022.

Enquanto isto, oremos."

Além do texto, o vice-presidente geral postou uma foto irônica.

De uma reunião em que todos os participantes tem o rosto de Bittencourt.

Situação constrangedora no Fluminense...

Roger é demitido e já é oitavo técnico sem emprego no Brasileirão

Últimas