Cosme Rímoli Pênalti não marcado. Gabigol e Arrascaeta deveriam ser expulsos.Arbitragem absurda prejudica Athletico e Flamengo. VAR foi omisso

Pênalti não marcado. Gabigol e Arrascaeta deveriam ser expulsos.Arbitragem absurda prejudica Athletico e Flamengo. VAR foi omisso

Flamengo e Athletico empataram em 0 a 0 no Maracanã. Mas os dois clubes foram muito prejudicados pela arbitragem de Luiz Flávio de Oliveira. E pela omissa atuação de Wagner Reway, responsável pelo VAR

  • Cosme Rímoli | Do R7

Gabigol chuta Fernandinho sem bola. Lance claríssimo de expulsão. Inacreditável cartão amarelo

Gabigol chuta Fernandinho sem bola. Lance claríssimo de expulsão. Inacreditável cartão amarelo

Reprodução/Twitter

São Paulo, Brasil

"Ocorreram erros absurdos, sim. Muitos ocorrem. Inclusive, são inaceitáveis para vocês, para nós e para o futebol."

Essas foram as palavras do presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, Wilson Seneme, na tarde de terça-feira.

Um dia depois, ontem, houve a desastrosa atuação de Luiz Flávio de Oliveira, no importantíssimo jogo entre Flamengo e Athletico Paranaense.

E também de Wagner Reway, responsável pelo VAR.

No 0 a 0, no Maracanã, houve lances bizarros. Vergonhosos para a arbitragem brasileira.

A começar aos 40 minutos do primeiro tempo, quando Gabigol irritado, empurra e depois da úm chute sem bola em Fernandinho. Agressão clara que mereceria cartão vermelhor. Incrível a atitude de Luiz Flávio, dando amarelo. Assim também como a omissão de Wagner Reway, que deveria ter feito um escândalo para que o árbitro de campo fosse acompanhar as imagens no VAR. O atacante do Flamengo tinha de ser expulso.

Aos 22 minutos do segundo tempo, outra lance inacreditável. Esse, de inteira responsabilidade do VAR. Em um cruzamento na área, Fernandinho agarra a camisa de Léo Pereira, que cai. Luiz Flávio de Oliveira poderia não ter visto, já que havia vários jogadores atrapalhando sua visão. mas Wagner Reway tinha a obrigação não só de ver, mas de chamá-lo e indicar o pênalti para o Flamengo.

Pênalti claro de Fernandinho em Léo Pereira. VAR deveria ter feito escândalo. Lance escandaloso

Pênalti claro de Fernandinho em Léo Pereira. VAR deveria ter feito escândalo. Lance escandaloso

Reprodução/Twitter

Aos 45 minutos, viria outro. Erick disparava, quando Arrascaeta deu um carrinho por trás. Seu pé foi na canela do jogador do Athletico. Lance claríssimo para expulsão. Luiz Flávio de Oliveira, outra vez, teve a coragem de dar apenas amarelo.

E outra vez, Wagner Reway se conformou com o lance absurdo. Era obrigação do VAR fazer escândalo para que o Luiz Flávio olhasse a agressão. E expulsasse o uruguaio.

Foi uma das piores arbitragens desde que o VAR chegou ao Brasil, em 2018.

A entrada por trás de Arrascaeta. Deveria ter tomado cartão vermelho direto. Outro amarelo

A entrada por trás de Arrascaeta. Deveria ter tomado cartão vermelho direto. Outro amarelo

Reprodução/Twitter

Seneme tem a obrigação de reciclar Luiz Flávio de Oliveira e Wagner Reway.

Para o bem do futebol do Brasil.

Athletico e Flamengo foram muito prejudicados pelos dois.

Os erros envergonhariam a arbitragem de qualquer país...

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas