Cosme Rímoli Para ganhar a Tríplice Coroa, Palmeiras sem medo do Grêmio

Para ganhar a Tríplice Coroa, Palmeiras sem medo do Grêmio

Na decisão da Copa do Brasil, Abel vai colocar em prática lição que aprendeu com Gallardo. Nada de covardia, apesar da vantagem

  • Cosme Rímoli | Do R7

Abel Ferreira quer o time sem covardia na decisão, contra o Grêmio

Abel Ferreira quer o time sem covardia na decisão, contra o Grêmio

Cesar Greco/Palmeiras

São Paulo, Brasil

Não se acomodar na vantagem.

Repetir a postura corajosa de Porto Alegre.

Se impor como dono do Allianz Parque.

Conquistar a Tríplice Coroa.

Vencer três torneios importantes, oficiais, em uma só temporada é uma situação que o Palmeiras não vive desde 1993, quando ganhou o Campeonato Paulista, o Rio-São Paulo e o Brasileiro.

Na temporada 2020 venceu o Paulista e a Libertadores. O fraco torneio amistoso Flórida Cup não conta.

Abel Ferreira é muito ligado à tradição, tem obsessão por 'fazer história' no Palmeiras.

E o português promete colocar em prática outra lição que aprendeu no comando do clube brasileiro.

Se, em Porto Alegre, ele exorcizou a postura defensiva, meramente reativa, que fez o Palmeiras adotar e dar vexame no Mundial do Qatar, Abel promete fazer com que seus jogadores não repitam o que fizeram contra o River Plate, na semifinal da Libertadores.

Após uma vantagem fabulosa por 3 a 0, conquistada na Argentina, escalou seu time excessivamente recuado, jogando apenas para o tempo passar e garantir a chegada à final.

Foi um desepero.

O time argentino marcou 2 a 0 e ainda teve dois gols anulados pelo VAR.

A eliminação não aconteceu por sorte.

Enquanto teve 11 jogadores, o Palmeiras não sofreu em Porto Alegre, na vitória por 1 a 0.

Porque manteve a marcação alta, atacou com personalidade, em bloco, com troca objetiva de bola.

1993. Última vez que o Palmeiras conquistou três títulos em uma temporada

1993. Última vez que o Palmeiras conquistou três títulos em uma temporada

Palmeiras

O jogo ficou dramático pela infantil expulsão de Luan, que acertou uma cotovelada em Diego Souza na lateral do campo, aos 19 minutos do segundo tempo.

Antes, o Palmeiras teve total controle do Grêmio, de Renato Gaúcho.

Abel Ferreira tem dúvida em relação ao substituto de Luan, suspenso. 

Kuscevic é mais ágil, vibrante. Mas pior nas bolas aéreas.

Alan Empereur melhor no jogo aéreo. Porém, mais lento.

O restante da equipe está definida: Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Alan Empereur (Kuscevic) e Matías Viña; Felipe Melo, Zé Rafael e Raphael Veiga; Wesley, Rony e Luiz Adriano.

O português se expôs diante do Corinthians, preservando seus titulares para o jogo de amanhã. Porque quer que o Palmeiras se imponha também fisicamente, na partida 'brigada' que espera encontrar.

A vitória significará nada menos do que mais R$ 32 milhões aos cofres do clube.

Porque a CBF já antecipou R$ 22 milhões aos dois finalistas.

Em caso de título, os atletas ganharão, além de uma parte desse dinheiro, também uma premiação especial da Crefisa.

Mas Abel Ferreira não quer pensar em dinheiro.

Ele não quer passar pelo constrangimento de perder o título em casa.

Logo após a derrota para o River Plate, por 2 a 0, que ainda assim classificou o clube para a final da Libertadores, ele abraçou e conversou com Marcelo Gallardo.

Abel Ferreira confessando a Gallardo. "Você me fez um treinador melhor"

Abel Ferreira confessando a Gallardo. "Você me fez um treinador melhor"

Reprodução/SBT

Agradeceu ao técnico rival pelas lições. Por tê-lo tornado um 'melhor treinador'.

A lição principal que o português tirou foi que não se pode montar um esquema covarde, em casa, para se aproveitar da vantagem conseguida fora.

E é isso que ele jura que o Palmeiras não fará amanhã.

Quer ganhar a Tríplice Coroa com coragem.

Vibração e atitude de campeão...

NBA, videogame e pai de família: conheça a vida de William Arão

Últimas