Cosme Rímoli Palavrão, lágrimas, euforia. Na final, Messi, aos 35 anos, desfruta a Copa de sua vida. Sorte do mundo poder acompanhar

Palavrão, lágrimas, euforia. Na final, Messi, aos 35 anos, desfruta a Copa de sua vida. Sorte do mundo poder acompanhar

Nas seis vezes que foi o melhor do mundo, sua alegria não chegou nem perto da que está mostrando aqui no Catar. 'Tomara que a Argentina seja campeã. Messi é o melhor da história. Merece." Disse Modric

  • Cosme Rímoli | Do R7

Messi encara os torcedores argentinos. Jamais demonstrou tanta empolgação com uma final

Messi encara os torcedores argentinos. Jamais demonstrou tanta empolgação com uma final

Reprodução/Instagram

Doha, Catar

A Fifa permite que os jornalistas façam três perguntas ao melhor jogador de cada partida. É obrigatória a participação na coletiva. Messi já chegou contrariado, irritado. 

Mas não hoje na abarrotada sala de coletiva do estádio Lusail, aqui em Doha.

Foi escolhido o melhor de todos pela quarta vez, em seis jogos do seu selecionado.

E justamente hoje teve a atuação mais brilhante deste Mundial de 2022.

O seis vezes melhor do mundo tinha plena consciência do que havia feito.

E estava sorridente, confiante, aliviado.

Aos 35 anos sabe que disputa a melhor Copa do Mundo da sua vida.

Justamente a última, pela idade, pela disposição.

Fará a segunda final.

A primeira, no Maracanã, em 2014, a vitória foi dos alemães, que venceram por 1 a 0.

Ele fez por onde, nestes oito anos, estar de volta no domingo, enfrentando franceses ou marroquinos.

E ainda terá muita chance de ganhar o sétimo troféu da carreira como melhor do planeta. 

Sua redenção acontece exatamente quando Cristiano Ronaldo foi execrado pela própria torcida portuguesa. Neymar acumulou o terceiro fracasso em Copas do Mundo. Lewandowiski já foi embora. E hoje, a Argentina despachou Modric.

"Se o Messi é o maior da história? Bom... É que parece que somos argentinos que dizemos isso. E pecamos um pouco, porque parece egoísmo dizer que ele é melhor da história. Mas acho que não temos a menor dúvida.

"Venho dizendo isso há muito tempo. E eu tenho o privilégio, ou minha Comissão Técnica e os jogadores têm. É um privilégio podê-lo treiná-lo e vê-lo jogar é emocionante. Porque cada vez que o vê gera algo, gera algo aos companheiros.

"Gera algo às pessoas, não só aos argentinos. Há pouco mais a dizer sobre ele.

"É uma sorte, é um privilégio que tenha vestido a camisa argentina."

Essa foi a emocionada declaração do treinador Lionel Scaloni, empolgado pela classificação à final da Copa.

Assim que a vitória sobre a Croácia terminou, ele abraçou Messi. O técnico estava chorando de felicidade.

Messi chegou ao seu 11º gols em Copas do Mundo. Nenhum argentino marcou tanto. Só neste Mundial marcou cinco gols e deu três assistências. 

Se tornou hoje o primeiro jogador a ganhar por dez vezes o troféu de melhor jogador de uma partida de Copa do Mundo.

"Tomara que Messi ganhe esse Mundial. Ele é o melhor da história. E merece", os frases foram do comedido Modric, depois de Messi ter sido o principal causador da derrota croata, que evitou que disputasse a final da Copa do Mundo pela segunda vez.

Messi está muito diferente do que foi em toda a carreira. Está desfrutando como nunca esse Mundial
Messi está muito diferente do que foi em toda a carreira. Está desfrutando como nunca esse Mundial REUTERS/Kai Pfaffenbach

Diante de tantos elogios, Messi estava mais do que feliz. Não pelas reverências, que ele está mais do que acostumado. Mas por finalmente seu talento espetacular está fazendo tão bem à Argentina.

Ele também esqueceu a sua postura tranquila, ao longo dos anos.

"Voltamos para buscar forças para fazer mais um grande jogo.

"Muito obrigado a todos que confiaram nesse grupo!!!

Vamos Argentina, cara***", postou no seu Instagram.

O 'voltamos' é por conta da dificílima decisão contra a Holanda, nas quartas, quando o time vencia por 2 a 0. Tomou o empate e venceu nos pênaltis.

Antes de estar tão à vontade, Messi foi mais comedido.

"Sinto muitas coisas, é emocionante ver tudo isso. Ver a torcida, a família durante toda a Copa foi algo incrível. Vamos para a última partida, que era o que queríamos. A Argentina está, mais uma vez, na final. Vamos celebrar, descansar. E estarmos prontos para a final."

Messi não quis confirmar o óbvio, que é a sua melhor Copa da vida.

Até por conta da decisão.

Ele sabe que os argentinos, muitas vezes são como os brasileiros. É 'tudo ou nada'.

"Não sei se é minha melhor Copa ou não. Faz tempo que estou aproveitando muito isso. Estávamos confiantes de que esse grupo ia seguir adiante. Sabemos o que somos e pedimos às pessoas que acreditem na gente."

Messi segue jogando cada vez melhor. Conseguiu a sonhada segunda chance de ser campeão mundial
Messi segue jogando cada vez melhor. Conseguiu a sonhada segunda chance de ser campeão mundial REUTERS/Carl Recine

"Passa muita coisa pela cabeça. Estou muito emocionado.

"Ver todas essas pessoas, suas famílias, as nossas famílias.

Durante toda a Copa foi incrível o que vimos. Jogar essa partida, que era realmente o que queríamos."

Discretas lágrimas de alegria surgiram, assim que a partida acabou, abraçado aos seus companheiros.

Messi passa por um momento muito especial.

Ele não só comemora as vitórias com os outros jogadores, pulando em campo, como os torcedores. Mas às vezes para e fica admirado, olhando as arquibancadas, os companheiros, a festa.

Como se estivesse se preparando para sua despedida, em altíssimo nível, da seleção que ama.

Angustiado, o mundo do futebol acompanha o que acontece aqui em Doha, no Catar.

O sensacional futebol de Messi fortalecendo, fazendo surgir o melhor de cada companheiro.

Seja França ou Marrocos, a seleção argentina estará pronta.

Assim como Messi.

Disposto a fazer história novamente.

Se é o melhor de todos os tempos?

Melhor que Pelé e Maradona?

Para muitos argentinos, é...

Confira 7 momentos em que Messi parece não sofrer com a presença de marcadores croatas

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas