Flamengo

Cosme Rímoli Pai de Gabigol revoltado com torcida do Fla. 'Deu o título para vocês'

Pai de Gabigol revoltado com torcida do Fla. 'Deu o título para vocês'

Pai do atacante revela que Gabigol teve de tomar injeção no tornozelo, no intervalo, da final da Libertadores de 2019. Está revoltado com as críticas ao filho

  • Cosme Rímoli | Do R7

Gabigol beija a taça da Libertadores. Tomou injeção no tornozelo inchado antes de decidir final

Gabigol beija a taça da Libertadores. Tomou injeção no tornozelo inchado antes de decidir final

Alexandre Vidal

São Paulo, Brasil

A diretoria do Flamengo se revoltou com a postura de Gabigol.

Médicos do clube não aceitaram apenas o parecer médico da Seleção Brasileira, que indicava edema na perna direita, depois do jogo contra o Paraguai. Eles queriam que o jogador fosse examinado no Paraná, onde o Flamengo enfrentou o Coritiba, na quinta-feira.

A suspeita era que Gabigol teria se poupado para atuar pela Seleção Brasileira na estreia pela Copa América, hoje, diante da Venezuela.

Torcedores flamenguistas ficaram revoltados com o ídolo.

Questionaram sua postura, a falta de consideração com o clube. E inúmeros o ofenderam, nas redes sociais.

Foram vários jornalistas não concordaram com a postura do atacante.

Viram profundo desrespeito ao clube.

O pai do jogador decidiu, diante das críticas, revelar um segredo.

Que o atacante tomou infiltração, provavelmente de anestésicos, para jogar o segundo tempo da final da Libertadores de 2019.

"Nem era para voltar no segundo tempo da final da Libertadores… Tornozelo estourado, pediu para tomar uma injeção… Voltou e deu o título para vocês após 38 anos… portanto, respeitem e procurem saber da verdade antes de criticá-lo.

"Ridículo e inexplicável isso", desabafou, Valdemir Souza Almeida, nas redes sociais.

A revelação é importante.

Mas não é porque que Gabigol se sacrificou na final da Libertadores, que ele pode recusar ordens coerentes do clube que o paga.

O pai quis mostrar que seu filho se dedicou até demais ao Flamengo.

Só que o jogador deveria se comunicar melhor com a direção da Gávea.

A impressão que passou, diante da postura dos médicos rubros negros, foi muito ruim.

O desgaste foi completamente desnecessário...

Tal pai, tal filho: Joseph segue os passos de Arnold Schwarzenegger

Últimas