Cosme Rímoli Melo volta atrás e deixa a decisão da contratação de Cuca nas mãos de chefes das organizadas. O julgamento por estupro foi anulado

Melo volta atrás e deixa a decisão da contratação de Cuca nas mãos de chefes das organizadas. O julgamento por estupro foi anulado

Conselheiros que fizeram de Melo presidente do Corinthians querem a volta de Cuca. Alegam que seu julgamento por estupro de uma menina de 13 anos foi anulado. Ele não foi inocentado. Decisão será de Melo e organizadas

  • Cosme Rímoli | Do R7

Chefes das organizadas vão decidir se Cuca volta ou não ao Corinthians. Melo quer 'cúmplices' na escolha

Chefes das organizadas vão decidir se Cuca volta ou não ao Corinthians. Melo quer 'cúmplices' na escolha

Rodrigo Coca/Divulgação/Corinthians

São Paulo, Brasil

Reviravolta total no perdido Corinthians de Augusto Melo.

Durante a manhã desta terça-feira, os comentários envolvendo Cuca eram de total reprovação.

Basta lembrar que ele foi defenestrado do Corinthians, depois de duas partidas, por conta de sua condenação por estupro de uma menina de 13 anos, na Suíça.

Só que o julgamento foi anulado por conta da falta de defesa de Cuca.

O treinador não foi inocentado. 

O julgamento foi anulado.

E nem acontecerá de novo porque a suposta vítima morreu.

O que abriu brecha para chefes das organizadas sugerirem a Melo a contratação imediata de Cuca.

O dirigente, que estudava nomes estrangeiros, foi pressionado a levar em consideração um nome que estava descartado.

O irônico é que na campanha Melo usou a contratação do treinador, que foi condenado por estupro coletivo na Suíça, como exemplo de péssima administração do ex-presidente Duilio Monteiro Alves.

Apesar da anulação do julgamento na Suíça, para vários conselheiros importantes do clube, as provas que foram levantadas contra o treinador, como a que foi encontrado sêmen do jogador no corpo da menina de 13 anos, tornam a sua presença inaceitável no Parque São Jorge.

O clube é pioneiro na defesa das mulheres em casos de violência sexual.

Cuca só suportou duas partidas em abril de 2023 no Corinthians.

A pressão por conta da condenação de estupro foi imensa.

E ele teve de pedir demissão.

Jurou que um dia voltaria.

Dependendo do que acontecer na reunião de hoje entre Melo e os chefes das organizadas, esse dia pode ser hoje.

A reação negativa ao nome de Cuca já se acumula nas redes sociais.

Melo está conseguindo tornar caótica sua administração.

Em tempo recorde.

Um mês e seis dias...

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas