Isla aceita o Flamengo. E rancor de Sampaoli trava Guga

O  chileno de 35 anos quer jogar no clube carioca. Mas exige dois anos de contrato. E Sampaoli não quer saída de Guga. Não esqueceu Bruno Henrique

Direção do Flamengo já sabe. Isla aceita jogar na Gávea. Mas quer dois anos de contrato

Direção do Flamengo já sabe. Isla aceita jogar na Gávea. Mas quer dois anos de contrato

Flamengo

São Paulo, Brasil

São duas situações importantes vividas pelo Flamengo.

Para serem analisadas com mais calma, depois da vitória de ontem do time, contra o Coritiba, no Paraná, por 1 a 0.

A primeira de Domènec Torrent, jogando da maneira que os atletas querem, como estavam acostumados com Jorge Jesus. Com a única diferença que os zagueiros Rodrigo Caio e Léo Pereira atuando mais aberto, pertos das laterais.

Aliás, os dois capítulos da semana estão ligados a jogadores que podem ocupar a vaga deixada por Rafinha, na lateral direita.

O primeiro é animador.

O chileno Mauricio Isla está disposto a atuar na Gávea.

Ele mora em Valencia e deixou claro que aceita jogar no Flamengo.

Mas quer contrato de dois anos, no mínimo.

O vice Marcos Braz e o diretor Bruno Spindel viajam hoje para fechar negócio.

Isla tem 35 anos.

Há 13 anos está na Europa.

Surgiu no Universidad Católica, de Santiago. Foi vendido à Udinese, passou três temporadas pela Juventus. Foi emprestado para o Queens Park Rangers, depois para o Olympique de Marselle. Atuou no Cagliari e no Fenerbahçe.

Foi jogador importante da Seleção Chilena.

O Flamengo quer também Guga, do Atlético. Mas Sampaoli não quer reforçar rival

O Flamengo quer também Guga, do Atlético. Mas Sampaoli não quer reforçar rival

Bruno Cantini/Atlético-MG

O chileno está sem clube desde o início do ano, quando deixou o futebol turco.

O outro capítulo é em relação a Guga.

O Flamengo tenta também contratar o jogador de 21 anos, do Atlético Mineiro, que já declarou seu amor ao clube carioca.

Quer um atleta veterano e outro jovem para a posição.

Mas há um grande obstáculo.

Jorge Sampaoli.

Ele não quer a liberação do jogador para reforçar o clube que enxerga como o maior rival pela conquista do Brasileiro.

O argentino nunca perdoou o clube carioca por haver convencido Bruno Henrique a abandonar o Santos, em janeiro de 2019, forçando a negociação que o treinador não queria.

Só que o jogador tem interesse em ir para a Gávea.

Ele estava sendo vendido para o Spartak Moscou, por 4,5 milhões de euros, cerca de R$ 28,8 milhões.

Sampaoli não esqueceu que Bruno Henrique foi seduzido pelo Flamengo

Sampaoli não esqueceu que Bruno Henrique foi seduzido pelo Flamengo

Ivan Storti - Santos FC

O lateral já não estava muito empolgado.

Se desanimou de vez com o interesse do Flamengo.

O Atlético Mineiro, a princípio, pediu 5 milhões de euros, cerca de R$ 32 milhões. O Flamengo chega até a 4 milhões, cerca de R$ 25,6 milhões. 

Mas Sampaoli pode atrapalhar.

Seu rancor segue firme...

LEIA TAMBÉM: Moicano é corte favorito de Neymar nos grandes momentos da carreira