Hugo. O Flamengo tem o melhor goleiro do Brasil

As atuações do jovem Hugo, 21 anos, têm sido impressionantes. De quarto goleiro a titular absoluto. Invicto. Travou a renovação de Diego Alves

  • Cosme Rímoli | Do R7

Hugo. Início sensacional no Flamengo. Travou a renovação de Diego Alves

Hugo. Início sensacional no Flamengo. Travou a renovação de Diego Alves

Alexandre Durão/Agência Estado/13-10-20

São Paulo, Brasil

O sucesso de Hugo é assustador.

Até para o próprio Flamengo.

Ninguém no clube esperava desempenho tão avassalador do jogador de 21 anos.

Com ele, o time não perdeu sequer um jogo.

De quarto goleiro, terceiro reserva, a titular absoluto.

E cujo excelente futebol atrapalha a renovação de contrato do consagrado Diego Alves.

O destino interferiu de forma incrível.

Ele só foi titular há um mês e dois dias, dia 27 de setembro, contra o Palmeiras, no Allianz Parque, porque Diego Alves estava machucado.

Os reservas César e Gabriel estavam com Covid-19.

A direção do Flamengo fez de tudo para que o jogo não acontecesse, pelos desfalques, por conta da pandemia.

Mas, para sorte de Hugo e do próprio clube, hoje o confronto, e Hugo mostrou seus reflexos, explosão muscular, colocação, coragem, firmeza.

Deixou a todos atônitos.

Foi a primeira partida que disputou sem a presença do seu pai

Tudo é muito irônico.

O agente do goleiro, André Bahia, estava revoltado em agosto. O Flamengo não havia aceitado emprestar Hugo ao Nice, da França, e Boavista, de Portugal.

A alegria de Jorge, ao ver o filho triunfar.  Um infarto tirou a vida do pai do goleiro

A alegria de Jorge, ao ver o filho triunfar. Um infarto tirou a vida do pai do goleiro

Reprodução/Instagram

Apenas aceitava a venda. Havia até o preço: 4 milhões de euros, cerca de R$ 26,9 milhões.

Depois deste um mês e dois dias, quer antecipar a renovação do goleiro de 1m96 até 2025. E fixar seus direitos em 70 milhões de euros, cerca de R$ 470 milhões.

Hugo, que carrega o apelido de Neneca, em homenagem ao ex-goleiro do Guarani, tem uma história de muito sacrifício.

De pais muito pobres, jogava no futebol de salão do Vasco. Tão bem que o clube exigiu que passasse a atur no campo. Só que ele perderia os R$ 600 que recebia de ajuda de custo. Não quis.

E, mesmo com apenas nove anos, foi para o Flamengo.

Os dirigentes da base viram seu potencial diferenciado e bancaram a ajuda de custo. Deram, inclusive, passes de ônibus para ele e para seu pai, companheiro inseparável, nos treinos.

Hugo morou no CT do Flamengo até ter condição de dar uma casa simples, em Caxias, para a família. Depois, conseguiu outra, melhor, em Vargem Grande.

Estava muito orgulhoso do sucesso que conseguia na base, até que em março, um infarto fulminante matou seu pai Jorge. Justo quando ele ganhava espaço.

Mas Hugo, depois da partida contra o Palmeiras, se firmou e não saiu mais do time.

Enquanto isso, Diego Alves, cujo contrato termina em dezembro, se vê com enorme problema para renovar. Aos 35 anos, ele exige dois anos de contrato.

E um aumento de 30% nos seus salários.

O que já estava difícil, se tornou quase impossível com as atuações brilhantes de Hugo.

Como de ontem, na Arena da Baixada, quando foi o responsável pela vitória do time misto do Flamengo contra o Athetico. Não bastasse grandes defesas durante a partida, houve até pênalti que salvou, em cobrança violenta de Walter.

O presidente Rodolfo Landim, seguiu sua maneira cruel e capitalista de enxergar o futebol. Não vê motivo para aumentar tanto Diego Alves.

Principalmente porque Hugo tem mostrado até mesmo mais futebol do que o experiente goleiro campeão da Libertadores e um dos líderes do elenco.

Diego Alves havia recusado proposta do Benfica. Jorge Jesus o queria levar assim que assumiu o clube português.

Por ironia, tanto ele como Hugo estão discutindo renovação de seus contratos.

O treinador Domènec Torrent sabe da importância da liderança de Diego Alves.

E não quer perdê-lo.

Já avisou que, apesar do futebol sensacional de Hugo, ele pretende fazer um rodízio no gol. Basta Diego Alves renovar.

É a colaboração que Domènec dá para que o experiente goleiro continue na Gávea.

Mas a situação está complicada.

E Hugo segue treinando e jogando cada vez melhor.

Não há lógica para espanto até da diretoria do Flamengo.

Que o quer antecipando a renovação até 2025.

E já o projeta na Copa do Mundo de 2022.

Evidente que está sujeito a oscilações.

Mas seu futebol segue firme,cada vez melhor.

Um mês e dois dias mudaram a vida de Hugo.

É a grande revelação do futebol brasileiro em 2020...

Curta a página do R7 Esportes no Facebook.

Com português na mira, Palmeiras coleciona 'nãos' de estrangeiros

Últimas