Cosme Rímoli Gol irregular confirma Bayern. E superioridade europeia

Gol irregular confirma Bayern. E superioridade europeia

O clube alemão chegou à sua sexta conquista na temporada 2020. O Tigres só se defendeu. E perdeu, como era previsto, por apenas 1 a 0, gol de Pavard

  • Cosme Rímoli | Do R7

Bayern não precisou se esforçar. Jogou de maneira segura. E venceu 6º título na temporada

Bayern não precisou se esforçar. Jogou de maneira segura. E venceu 6º título na temporada

Reprodução/Bayern

São Paulo, Brasil

Sem esforço, o Bayern se impôs.

E conseguiu o quarto título mundial.

Venceu o Tigres por 1 a 0, em Doha, gol de Pavard.

Decidido pelo VAR.

Se o árbitro de vídeo acertou em relação à inexistência do impedimento de Lewandowski disputando a bola com o goleiro Gúzman, errou ao não perceber o toque no braço esquerdo do polonês. Mesmo involuntário, o toque acabou em gol. Lance irregular.

A sexta conquista na temporada 2020.

Além da Champions, venceu a Copa da Alemanha, Campeonato Alemão e as Supertaças da Alemanha e da Uefa.

Já havia vencido os Mundiais de Clubes em 1976, 2001 e 2013.

A vitória do time bávaro deixou claro a superioridade dos clubes europeus diante do restante do mundo.

O Corinthians foi o último clube fora da Europa a ser campeão mundial. 

Em 2012...

Seis títulos só na temporada 2020. Impressionante a efetividade do time alemão

Seis títulos só na temporada 2020. Impressionante a efetividade do time alemão

NOUSHAD THEKKAYIL/EFE 11.02.21

Nos últimos nove anos, os europeus vencem o torneio.

O Bayern perdeu, na última hora, Thomas Müller, que testou positivo para covid e não pôde entrar em campo.

O técnico Hans-Dieter Flick nem precisou adiantar a marcação, fazer pressão a cada tiro de meta do Tigres.

Ele apenas agrupou seus jogadores nas intermediárias. Usou a superioridade física, técnica e tática do Bayern, contra o lento e assustado Tigres, de Tuca Ferretti.

A partida chegou a ser monótona.

Com o time alemão com posse de bola, trocando passes na intermediária mexicana. E o Tigres sem ousadia, iniciativa. Só marcando. Sonhando com um contragolpe objetivo, que nunca veio.

Neuer foi um torcedor privilegiado do domínio do Bayern.

O previsível aconteceu apenas aos 13 minutos do segundo tempo.

Em um cruzamento para a área, Lewandowski usou seu corpanzil na disputa de bola com o goleiro Gúzman. A bola tocou na mão do polonês. E sobrou para o lateral francês Pavard, que só empurrou para as redes. 

1 a 0.

O lance irregular foi confirmado pelo árbitro uruguaio Esteban Ostojich.

Tanto os alemães quanto os mexicanos sabiam.

O gol decidiu o título mundial de 2020.

Foi o jogo de um time só. Foram 19 arremates dos alemães contra três dos mexicanos

Foi o jogo de um time só. Foram 19 arremates dos alemães contra três dos mexicanos

Reprodução/Twitter Bayern

O Tigres não tinha potencial para reagir.

O Bayern cumpria sua missão no Qatar.

É tetracampeão do mundo.

E chegou à impressionante marca.

Seis títulos em uma só temporada...

Vexame! Palmeiras perde do Al Ahly nos pênaltis; veja melhores imagens

Últimas