Cosme Rímoli Gol e lágrimas de Renato Augusto. Vitória convincente. Timão renasce

Gol e lágrimas de Renato Augusto. Vitória convincente. Timão renasce

O Corinthians jogou bem demais no primeiro tempo. Se impôs diante do Ceará, com muita personalidade. Já vencia por 2 a 0, quando Renato Augusto entrou no segundo tempo. E ele marcou um golaço. Vitória auspiciosa: 3 a 1

  • Cosme Rímoli | Do R7

Renato Augusto entrou e seis minutos depois, marcou um golaço. E chorou emocionado

Renato Augusto entrou e seis minutos depois, marcou um golaço. E chorou emocionado

Rodrigo Coca/Corinthians

São Paulo, Brasil

22 minutos do segundo tempo.

Giuliano toca a bola para  Renato Augusto.

Ele domina, olha a colocação de Richard. 

E bate, de pé direito, com muita qualidade, com a bola escapando do goleiro cearense. A bola vai para o fundo da rede.

Golaço.

Ele havia entrado no jogo há seis minutos.

Vieram lágrimas nos olhos do meia, que foi cercado por seus companheiros de Corinthians, tão emocionados quanto ele.

Foi o terceiro gol do Corinthians contra o Ceará, em Itaquera. 

A vitória por 3 a 1 foi auspiciosa. Não só pela volta de Renato Augusto a jogar a camisa corintiana e marcar até seu gol.

Mas pelo primeiro tempo do time de Sylvinho, que foi muito ousado, com grande movimentação, personalidade, intensidade. O Ceará, do ótimo treinador Guto Ferreira, nada pôde fazer.

Adson marcou os dois gols.

Adson, além dos gols, muita movimentação e visão tática. Jogou muito bem

Adson, além dos gols, muita movimentação e visão tática. Jogou muito bem

WANDERSON OLIVEIRA/DIA ESPORTIVO/ESTADÃO CONTEÚDO - 15.8.2021

Foi a primeira vez que o Corinthians marcou mais de dois gols no Brasileiro. Foi disparado o melhor primeiro tempo corintiano no campeonato.

O time saltou para a oitava colocação. Mostrou que muito bem montado e com Giuliano e Renato Augusto, seu nível melhora muito.

Em vez de brigar para fugir do rebaixamento, o clube mostrou que pode sonhar com a Libertadores de 2022.

"Acaba sendo engraçado. A gente se sente um garoto de novo, são oito meses sem jogo, sente um pouco no início. Feliz pelo gol, mas sei tem muito a melhorar, errei coisas que não costumo errar, bola que normalmente eu ganho.

"Mas feliz pela vitória, pelo gol e agora é trabalhar", disse Renato Augusto, feliz pelo retorno ao futebol brasileiro, à felicidade por marcar um gol pelo Corinthians.

O meia de 33 anos tem a humildade que falta a muitos jogadores. Ele é um líder positivo e que preza pelo jogo coletivo desde que começou sua carreira no Flamengo, há 16 anos.

Renato Augusto estava sem jogar uma partida desde dezembro, quando atuava no Beijing Guoan. 

Mas quando ele entrou, hoje em Itaquera, o Corinthians já vencia o Ceará, que não perdia há 11 jogos, por 2 a 0.

Silvinho finalmente conseguiu colocar na prática seu discurso. Foi, disparado, o melhor primeiro tempo do time em 2021.

Renato Augusto se emocionou. Foi às lágrimas por voltar a marcar pelo Corinthians

Renato Augusto se emocionou. Foi às lágrimas por voltar a marcar pelo Corinthians

Corinthians

Foi o 4-5-1 com movimentação constante. Do meio para a frente, os jogadores trocavam de posição, dificultavam a marcação cearense. Havia triangulações pelas laterais. O time defendia e atacava em bloco. 

Gabriel, Roni, Giuliano, Adson e Gustavo Mosquito estavam vibrantes. Colados, intensos. 

E até Jô abria espaço, corria, tabelava, consciente. Como anos atrás.

Guto Ferreira não deve ter acreditado. Porque nem parecia o apático e problemático Corinthians deste ano.

Demoraram 16 minutos para o time de Sylvinho sair na frente. Em uma jogada que começou com lateral cobrado por Fábio Santos. Jô serviu Roni que deu para Adson bater cruzado. 1 a 0.

O importante é que o Corinthians não diminuiu seu ritmo. O Ceará contragolpeava, mas sem a costumeira objetividade. Pelo ótimo posicionamento do time paulista, que não dava espaço.

O segundo gol veio 13 minutos depois, aos 29. Fábio Santos cruzou com perfeição para a cabeçada do inspirado Adson. Corinthians 2, atônito Ceará, 0.

No segundo tempo, Gut

do colocou seu time para pressionar o Corinthians. A equipe de Sylvinho diminuiu o ritmo. O encaixe das peças já não estava tão bom.

Foi quando entrou Renato Augusto. Ainda sem ritmo. Mas com a velha habilidade em bater na bola da entrada da área. Seis minutos em campo bastaram para o golaço. 3 a 0, aos 22 minutos.

O jogo estava decidido.

Quando Rick da meia-lua da grande área acertou um chute fortíssimo, indefensável para Cássio, até os jogadores do Ceará não acreditavam mais. 

Corinthians fez seus melhores 45 minutos de 2021. Travou o Ceará. Foi bem demais

Corinthians fez seus melhores 45 minutos de 2021. Travou o Ceará. Foi bem demais

Felipe Santos/Ceará

O gol, aos 24 minutos, foi o melhor que o time de Guto Ferreira conseguiu.

Depois, o Corinthians recuou suas linhas e marcou.

Esperou o tempo acabar.

E comemorar a vitória importante no Brasileiro.

Além do retorno de Renato Augusto.

No melhor estilo.

Com um golaço...

Últimas